Iva's place

Aqui, fala-se de amor...esse sentimento louco que mexe cá dentro e nos faz vibrar de emoção.

Seja curto ou duradouro, dele todos queremos um pouco ou não pule cá dentro o coração!

Bem-vindos!

Iva*

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Como recuperar de um desgosto de amor - amor, a substância que maior dependência e mais mortes causa no mundo


Afinal a acção de formação sobre dependências acabou por ser muito útil para mim.

Ensinou-me a ver com objectividade e clareza esta situação. Deu-me, sobretudo, meios para recuperar e objectivos a atingir sempre na direcção da cura.

Sim, cura!

Estar dependente do que sinto, da forma como sinto pode ser o equivalente a dependência de substâncias.

Acredita!

Foi mesmo um médico que o disse!

Como tudo começa?
Creio que se resume essencialmente a um desencadear de sentimentos e sentidos que vão levando uns aos outros:



*reconhecimento de padrões entre dois seres (conduz a:)

*interesse



*atracção

*paixão

*amor

---» dependência do que se sente e consequente relativizar e subvalorizar das outras coisas – enquanto esse sentimento é satisfeito, sentimo-nos muito bem, satisfeitos, contentes, hiperactivos, capazes das maiores tropelias do mundo! Nunca se nos esgota a força, a energia, o optimismo.


Até um simples sorriso, um simples piscar de olhos da pessoa que amamos faz com que um dia de chuva pareça menos horrível…

Quando começa a ser um problema?

Começa a ser um problema quando se verificam os seguintes factores (que, novamente, levam uns aos outros):

não-correspondência / não identificação de ou com o outro

problema de valores e objectivos: o outro não corresponde aos nossos ideais ou destrói-os por ter alguém, por não nos dar atenção, por não sentir o mesmo, o que leva a:

coração partido!

O coração partido leva a uma consequente:

desinserção social: perda/afastamento do lugar na sociedade – o emprego perde o seu interesse, deixamos de ser capazes de resolver tarefas muito complexas, de liderar equipas… Depois até as tarefas mais simples parecem complicadas. Começamos a ter insónias, a ter perda de apetite, estar apáticos ou muito nervosos e com sucessivos ataques de mau-humor descarregando as nossas frustrações nos outros. Com tudo isto dá-se, após o afastamento da sociedade, o

afastamento dos amigos.


E, logo e seguida, o


afastamento da família


(deixa de nos interessar o que a família próxima sente por nós, esquecemo-nos de aniversários…).


Ora isto conduz a:



isolamento e depressão, que possível e rapidamente poderão levar a (tentativa de) suicídio pois a vida perdeu todo o sentido.

Haverá cura para um mal de amor?
Claro que há, mas é tão difícil como a cura de dependência de uma substância ou a perda de um vívio e, a qualquer momento, poderá haver uma recaída!!!


TRATAMENTO:
Para haver tratamento tem de haver uma listagem de passos / actividades / tarefas que deverão ser seguidos:

*reconhecimento do problema

*procura de ajuda especializada (conveniente) ou de família e/ou amigos

*tratamento psicológico e psiquiátrico
(ambos muito aconselháveis>) ---» a pessoa é um ser humano, não uma máquina. Tem sentimentos!

*substituição (troca de substâncias para apaziguar a dor)---» no amor, tenta-se trocar o prazer que nos dava amar alguém por outros prazeres, por vezes relacionados com actividades bem mais simplificadas e do quotidiano: uma actividade desportiva, colaboração em regime de voluntariado com uma associação (ajudar os outros ajuda-nos sempre muito e faz sentir-se útil um individuo que perdeu o seu valor quando perdeu a atenção e o carinho de quem amava)… ou simplesmente: o prazer da leitura, de ir ao cinema, de sair com um grupo de amigos…

*redução da substância antagónica que causa ambos prazer e dor (amor) - tentar fazer outras coisas para minimizar a dor; sair para conhecer outras pessoas, fazer novos amigos…

*reinserção social (a pirâmide oposta):

- fazer com que o indivíduo se valorize e deixe o isolamento

- aproximá-lo da família

- fazer com que torne a encaixar no grupo de amigos

- fazê-lo (re) conhecer o seu papel na sociedade

- reintregrá-lo no mercado de trabalho

Consequentemente, ele voltará a estar interessado, motivado atingindo um ponto de equilíbrio que o permitirá caminhar novamente pela rua sem o fazer cabisbaixo, sentindo que carrega o Mundo às suas costas.

----------------------

Acho que só o facto de sentir isto já prova claramente que estou a recuperar.
Estranhamente, nunca nos senti tão próximos em sentimento e tão afastados em tudo o resto.

Eu acho que estou no último ponto, reinserção social, voltando a inserir-me no meu grupo de amigos e sentindo-me útil e feliz de novo, muito graças ao apoio que tenho recebido deles. Ainda tenho muitas recaídas, mas já tenho forças para não me deixar arrastar por baixo.

É uma lenta recuperação, mas sei que vou conseguir.
Ainda sinto o que sinto, mas já não me interessa que sintas o mesmo ou não. Cada um escolhe viver mais, ou menos, a sua dor. Eu, se posso ser feliz, opto por sarar a minha ferida e continuar a minha caminhada. Lamber eternamente as feridas só as fará sangrar. Há um tempo para as lamber e outro tempo para as deixar começar a cicatrizar. As minhas já têm crosta.

No fundo e ironicamente, acho que a canção que ouço agora diz tudo:

“all that’s left of us is a Picture in a frame…” – Picture in a Frame, Ben Harper

Em liberdade condicional,

Iva Filipa,

escrevendo com as suas últimas lágrimas de sangue...

136 comentários:

Silvestre disse...

OLha, estou a passar agora por um desgosto de amor e procuro toda a informação e ajuda para superar essa situação.
Gostei do teu Blog.
Obrigado.

Iva disse...

olá Silvestre.

Creio que quanto ao que procuras, não há soluções mágicas. É como se vivêssemos dependentes de uma substância como a droga e, para nos vermos livres dela, temos de viver um dia de cada vez. E depois haverá dias muito bons e outros menos felizes, comr ecaídas, mas temos sempre de nos agarrar à esperança de que um dia melhor virá e que se calhar aquela não era a pessoa indicada para nós.

Se lutámos, se tentámos, se acreditámos e não deu... então nada mais nos resta, não é? Temos de ter força suficiente para abandonar o que sentimos por aquela pessoa, sem receio do vazio que vamos sentir a seguir. Acho que é isso que dói mais...

No meu caso, escrever ajuda imenso. Tenta o mesmo e vem-me visitando de vez em quando. Talvez percebas que as pessoas quando passam por desgostos de amor sentem mais ou menos o mesmo e é sempre muito difícil lidar com a dor, mas um dia ela atenua-se e outro dia haverá em que ela termina.

Espero que fiques bem e não te deixes abater. Não te esqueças - um dia a seguir ao outro e sempre com pequenos objectivos pré-estabelecidos para cada dia, nada muito exagerado. O concretizar dos mesmos fará com que nos sintamos cada vez melhor. Acredita!

Um beijo, Iva

QTPT! disse...

Tabem estou a passar pelo mesmo neste momento , não estou a conseguir ser forte o sufeciente para querer o meu bem , mas sei que com força vou lá.
O texto esta lindo ! Ajudou-me Imenso ! Muito obrigado!

Iva disse...

QTPT, só me resta desejar-te muita força e dizer-te que estou aqui para os desabafos. Eu já passei por isso algumas vezes, mas desta vez parecia mesmo insuportável... mas consegui!!! TU TAMBÉM VAIS CONSEGUIR, PASSO A PASSO!!!

Beijokas

Anónimo disse...

Olá,
Estou a passar pelo mesmo e parece que nada faz sentido.É muito mau mesmo.
Gostei do texto. Obrigada.
Rosário

Iva disse...

Eu consegui recuperar, quando dentro de mim tudo parecia ter morrido sem sinal de recuperação. Agora estou aqui para ajudar os outros a serem de novo felizes!

Rosário, o que precisares, conta comigo!!!

Um grande beijinho ;)

Anónimo disse...

Olá apesar de também estar a passar pelo mesmo, posso-te dizer que devemos sempre aprender com estes desgostos, e penso que podemos aprender qualquer coisa positiva.Assim, deves encarar este desgosto como uma forma de crescer em que te vais tornar mais forte. reflete sobre tudo o que aconteceu e depois deixa que o tempo resolve. Há males que vêm por bem. Beijos

Anónimo disse...

Tenho 18 anos e namorei durante quase 3 anos com um rapaz que ao prinicpiu nem gostava dele e cheguei a trai-lo.. mas as coisas mudaram.. e muito! Ah muito tempo que sou doida por ele mas naos abia o quanto.. por bem acabamos a dois meses e desde entao que a minha vida nao faz sentido.. so me apetece passar os dias a dormir e acordar quando este pesadelo acabar, so me apetece chorar, so queria estar bem com ele. Sinto que sem ele nada faz sentido, nao me apetece comer, nao me apetece sair, nao me apetece estar com ng.. e so o facto de pensar eme star com um rapaz mete-me nojo..! Preciso de toda a juda possivel porque nunca fui assim, sempre fui divertida e alegre.. e ja nem me reconheço.

Iva disse...

Penso que todos nós passamos por altos e baixos da vida... Temos de tirar o melhor partido deles.

Há que chorar quando há vontade e há que pôr tudo para trás das costas e avançar quando a dor tiver passado e a ferida tiver sarado.

Só vos posso prometer que um dia essa dor passa e descobrimos o quão fortes somos. Até lá há que contar com os amigos e, acima de tudo, com a nossa força e determinação para avançar um passo de cada vez e mesmo voltar atrás se preciso for. No que depender de mim, contem comigo!!! ESTOU AQUI! Já passei por tudo o que estão a passar e compreendo muito bem o que sentem. Só vos posso dizer que estou aqui para vocês da mesma forma que gostaria que me tivessem ajudado.

Um beijinho muito grande, muita força e muita coragem!!!

Não se esqueçam que depois da tempestade, vem a bonança e um dia acordamos e as lágrimas secaram e um novo dia, muito solarengo, está prestes a começar... SÓ PARA NÓS!!! :)))

Anónimo disse...

Adorei esta mensagem de força... ainda não estou na fase de conseguir, mas de pensar em tentar, é muito fresco, ainda dói demais. Ainda penso que perdi um pedaço de mim.
Quero e preciso ultrapassar a dor que sinto, a angústia.
Já passei a fase de acreditar em palavras e a verdade é que caí, sabia que me podia magoar, não ouvi quem me avisava e caí...com toda a força.
Agora só quero é viver um dia de cada vez, com os pés assentes na terra e com a esperança de um dia encontrar quem me faça feliz como eu o quis fazer a ele e não pude.
Bjo

Iva disse...

Anónima de 12 de Dezembro. Tenho a certeza que vais conseguir. Compreendo perfeitamente o que sentes, também já passei pelo mesmo, mas quando a outra parte não quer, não conseguimos nem temos o poder de fazer milagres. Acredita que a tua pessoa ideal, aquela que precisas está aí, talvez mais perto do que penses.

Amamos, sofremos, lutamos, perdemos, mas aprendemos... A ferida sara e um dia estamos prontos para volta a amar.

Podemos até pensar que estamos a sentir isto: http://www.youtube.com/watch?v=a9IUNFwDtKs

mas quando o sentimento for mesmo sério, não sofremos e não duvidamos e essa pessoa fará tudo por nós!

Muita força, qualquer coisa estou por aqui!!!

Anónimo disse...

O que posso dizer é que assim como todos os outrso estou sofrendo d amor, mas mesmo assim eu naum deixei de acreditar nele e se não deu certo era porque não era apessoa certa pra mim e eu mereço mais e vou encontrar, é nesse esperança que me basto, pois senão o tempo para. Dói demais porque não simplesmente a finalização de um ciclo, e sim de sonhos, planos e promesas. Como uma pessoa pode ser tão insensível ao ponto de ferir dessa forma alguem que disse ser a pessoa mais importante do mundo, não sei, mas sei que sou melhor que isso e portanto mereço mais.

Iva disse...

É isso mesmo!!! Ele não te merece! Mereces mais e melhor "bola p'ra frente que atrás vem gente!". Depois logo me contas, mas sei que vais ultrapassar tudo e caminhar de cabeça erguida!!!

Um grande beijinho e MUITA FORÇA!!! Conta comigo!!! ;)))

Anónimo disse...

O meu coraçao traiu-me...a minha situçao é muito complicada, sou casada e tenho um filho,porém apaixonei-me por um primo meu.o sentimento parecia reciproco,mas ele tambem é comprometido e tem 1 filho...envolvi-me com ele mais do que fisica emocionalmente, mas ele nao...rejeitou-me por 2 vezes no espaço de 1 ano, envolve-se constantemente com outras mulheres e deixa de me querer.Mas eu nao consegui lidar com o silencio dele as minhas mensagens...simplesmente 1 dia dizia que queria tar comigo, como 1 semana depois ja nao me responde a 1 mensagem...perguntei-lhe imensas vezes porquê? mas nunca obtive resposta, ignorou-me e brincou comigo...e eu mesmo assim nao consigo deixar de o amar, ja tentei suicidio e passo os dias a chorar...ele nao me sai da cabeça.ja procurei apoio psiquiatrico, vou contar tudo isto ao medico e ser sincera, pois apesar de eu saber que a força maior tem de partir de mim, eu nao tenho essa força...acho que no fundo eu penso sempre que um dia...ele podera voltar e procurar-me...estupidez?se calhar...mas so sei que depois disto nunca mais serei a mesma pessoa de antes...ele fará sempre falta e marcou-me para sempre...

Anónimo disse...

Umas saudades imensas!? De quê? De uma ideia que criei, muito provavelmente.
Casei apaixonadissimo, era o centro do meu mundo...aos poucos ruiu, aliás foi ruindo da forma mais ignóbil, perdoei, várias vezes perdoei, as vergonhas que passei. São de tal forma que nem coragem tenho de as mencionar, e que vão desde traição, a violência domestica física e psicologica.
No entanto e apesar de ter plena consciência de que esta mulher não presta, tenho uma saudades imensas, da sua voz, do seu cheiro, do seu olhar, de a ver respirar.
Hoje separado há mais de dois anos, continuo com uma saudade imensa deste anjo e demónio (ao mesmo tempo).
Não compreendo como alguém pode destruir algo tão dificil de se construir e de encontrar. Mais estranho ainda quando essa pessoa tem consciência que nunca mais encontrará alguma coisa semelhante ao que teve.
Não me custa viver, mas a memória de pequenos e poucos momentos deliciosos e fantásticos (pequenos se medidos) toma outra dimensão quando afinal os momentos negativos foram longos e violentos.
Agora o meu melhor amigo é o tempo...pois até pudor tenho de mencionar a alguém o seu nome!

Anónimo disse...

Estou agora a passar pelo um desgosto de amor e tudo o que quero é esquecer a pessoa amada. Amei este blog, pois está a ajudar-me imenso. Sozinha não conseguia. Obrigada.

Anónimo disse...

Encontrei este blog por acaso, porém simplesmente adoro. Como todos os outros estou a passar também por um desgosto de amor. Não sei que fazer quando vejo o meu ex-namorado com a sua nova namorada. É tão dificil p'ra mim. Que deverei fazer? Tentei seguir todos os teus conselhos, mas tenho tantas recaídas. AJUDA-ME!

Anónimo disse...

Olá a todos, lamento que exista tantas pessoas a passarem pelo mesmo sofrimento, mas ainda bem q pelo menos nos podemos ajudar uns aos outros. bem, apaixonei-me por uma pessoa do meu trabalho e casada. até sinto vergonha de dizer isto, pois nunca pensei q fosse possível acontecer-me!
durante 1 ano essa pessoa n m deixou em paz, ligava-me constantemente, levava-me a jantar a sair, tudo, e sempre me disse q tinha um casamento de fachada! Nunca se passou NADA entre nós, nunca....
na altura da pascoa, vi ele, a mulher e o filho a passearem juntos...foi a maior desilusão da minha vida! como podem as pessoas serem tão crueis??? pior q isso, ele sabe q eu o vi e NUNCA até hj tentou falar cmg...sinto-me revoltada! durante 5 dias da semana, 8 horas por dia, tenho q olhar para a cara dele, e sinto me mal, triste, desiludida cmg por nao conseguir ser superior...digam-me, como posso esquece-lo s o tenho todos os dias a menos d 5metros d mim?

Força para todos...melhores dias virão!

Anónimo disse...

eu simplesmente nao sei como fazer para deixar de o amar..ja passaram 5 anos e ainda o amo e nao consigo continuar sem ele..como deixo de sentir?como?

Anónimo disse...

É tudo tão dificil,não estava preparada para passar por este desgosto...dei tudo de mim entreguei-me de corpo e alma para quê? agora sinto-me perdida,não tenho vontade para nada.

joao disse...

bem só quero dizer que me fez bem ler algumas coisas aqui. Mas a questão é a seguinte eu ainda gosta bastante da minha ex namorada. nós terminamos numa boa pq as coisas já ñ tavam a ser como dantes eu senti isso e ela tb se ia afastando mas conversamos e pronto. No entanto eu até aceitei numa boa achava que era melhor para os dois, mas com o passar do tempo tive algumas recaidas e cheguei mesmo a chatear-me com ela, das poucas vezes que tivemos juntos dps disso. Eu gostava que me desses um concelho se achas que devo falar novamente com ela e dizer tudo o que sinto ou deixar andar até esta dor passar?

Anónimo disse...

olá! Infelizmente estou a passar por um período muito dificil. Sinto me perdida...amo-o muito mas sei que assim é melhor. tenho momentos de euforia e de imensa triseza. Nao durmo, a minha angustia nao tem fim. Basicamente só choro e sinto muitas saudades, mas não posso.

Iva disse...

Olá anónima!

Sei exactamente como te sentes, mas só o facto de teres consciência que não pode ser assim, já te vai ajudar a recuperar. Entretanto, há muitas coisas que podes fazer para não te ires abaixo - a primeira é não te isolares em casa, é o pior que podes fazer. Se quiseres, podes participar no blog privado e falar como deve ser. Abriu há pouco tempo, mas já tem alguns participantes. Se quiseres, envia-me mail que eu envio o convite, pode ser que te ajude (ivafilipacristina*gmail.com).

Beijinhos e MUITA FORÇA!!!

lígia disse...

Nossa! Quantas pessoas estão sofrendo por amor... é nessa hora que precisamos ser forte e não deixar a angustia tomar conta de nossos sentimentos...aí que tá , como controlar, como dormir em paz com aquela dor nos incomodando a noite inteira, nossa... só de lembrar o quanto é difícil amar e não ser mais correspondido, já é de machucar o coração. Um dia essa dor tem que passar, mais enquanto não passa, temos que investir em algo que possa tomar um pouco de nosso tempo, para essa dor de amor não tomar o controle de 100% de nossa vida... desejo sorte para todos, assim como desejo para mim, que tento me recuperar dessa verdadeira dependência.

Anónimo disse...

Mais um que se junta ao clube.

Todos os dias penso nela, a dor do silencio e da distancia nao passam.

quero escrever-lhe, falar com ela, as palavras nao saem, apenas fragmentos de sentimentos que ditos em palavras seriam palavras soltas sem nexo.

Tenho saudades dos gatos!!

Dou por mim a fazer gestos no dia a dia que fazia apenas porque me habituei com ela.

dizem que o tempo cura, espero que sim...

Iva disse...

Olá a todos os que sofrem por amor.

Acreditem que dói sempre, dói a todos, mas a todos chega(rá) também a altura em que deixa de doer tanto e em que começamos novamente a ser nós. O início do caminho é cheio de espinhos, dor, raiva, incerteza, insónias e solidão, mas vai passando. Acreditem e não se deixem abater. Sigam os meus conselhos. Leiam outros conselhos aqui e façam como escrevo: acreditem que dá mesmo resultado e vão sair muito mais fortalecidos quando a tempestade passar.

Como diz a música da Ivete "Quando a chuva passar...!"

Beijinhos a todos e continuem a vir aqui ou juntem-se a nós no novo blog (privado) - abrir o coração.

Anónimo disse...

gentem eu tô morrendo. Como pode um amor puro e sincero acabar? Quem eu amo já não me quer mais, mas sou completamente incapaz de amar outra pessoa. Toda minha vida sempre foi pensar nela, em nossos planos e sonhos... e de repente ela diz que já não sente a mesma coisa, que mudou. Como isso pode acontecer? =(

Ela sempre foi minha fonte de forças e alegrias. Agora não há mais nada. Só escuridão. Não consigo mais viver. =(

Iva disse...

Caro anónimo,

acredita que já passei e senti o que estás a passar e, de facto, morremos. Morremos pois algo em nós morre, mas temos de ser fortes e acreditar que quando algo não nos extermina, só nos torna mais fortes.

Aprende a viver cada dia, vem aqui as vezes que quiseres, fala com amigos, desabafa, chora e grita o que tiver de ser, mas nunca desistas de acreditar. Todos nós passamos por momentos muito maus ao longo da nossa vida, mas estamos aqui todos pelo mesmo. Penso poder falar em nome de todos quando digo que estamos aqui para te ajudar.

Vem cá e recorre ao blog ou ao mail as vezes que sentires necessidade, mas nunca desistas. Se o fizeres estás a roubar a hipótese de ser feliz à pessoa que de facto estiver destinada para ti.

Um grande beijinho e ânimo! E quero saber os teus progressos!!!

Aguardo notícias tuas!!! ;)

Kitty disse...

Olá Iva,
Encontrei o teu blog quando estava a tentar "resolver" o meu problema igual ao teu e ao de milhares de pessoas! De facto, há situações de relações em que o amor não é suficiente. Quando se sofre dia sim dia não porque a outra pessoa faz algo que nos magoa e quando essa pessoa se acha dona e senhora da razão isso começa a ter consequências. Não digo que fosse perfeita, longe de mim! De qualquer modo, ele acabou comigo e eu fiquei completamente de rastos na altura... de facto eu já andava de rastos e ele não soube aguentar a pressão que eu sentia devido a assuntos de trabalho e deu-me um belo pontapé e eu tentava falar com ele e ele ignorava os meus telefonemas! O meu orgulho foi quase enterrado e chorei muitos dias mas depois pensei que se ele me tinha abandonado na altura em que eu mais precisava dele então ele não merecia que eu sofresse por ele. De qualquer modo uns meses depois voltámos... mas eu agora sei que o amor não é suficiente. Não quando a raiva que se sente pela pessoa que se ama é superior, quando não há compreensão... Eu acabei com ele porque precisei de o fazer. Estava a acabar comigo, eu andava nervosa, a gritar com todos os que me rodeiam, a isolar-me... muitas das coisas que li no que escreveste e identifiquei com o que me estava a acontecer. De modo algum que eu esteja bem, sofro todos os dias com o que foi necessário ser feito porque o amo muito e sinto muito a falta dele na minha vida. Quando acordo, durante todo o dia e quando me deito! Como dizem os ingleses "baby steps"... é o que é necessário para qualquer cura, fisica ou emocional. Cada dia é um dia e se por vezes sentimos mais falta da "droga" em questão, ou mais frustrados nada impede que o dia seguinte seja bem melhor. É preciso não desanimar (coisa que acontece muitas vezes) e é preciso ter força de espirito e acima de tudo, muito amor próprio!

Anónimo disse...

Olá

Encontrei este blog quase por acaso e nem sei bem o que procurava...talvez algo que me consolasse.
Comecei uma relação com um rapaz(não há pessoas perfeitas por isso costumo dizer que ele é quase perfeito) aos 17 anos e ja lá vão quase 8 anos. Foi e é o meu primeiro e grande amor.
Ao longo dos anos a cumplicidade, o carinho, a amizade e a fidelidade acompanharam sempre o nosso amor. Todos diziam que fazíamos um "casal perfeito". Acontece que nos últimos tempos, devido ao stress do trabalho, do estudos, da falta de tempo para nós próprios, afastámo-nos aos poucos...os muitos momentos de namoro, de carinho, de paixão, foram substituidos por saídas cada vez mais raras e com amigos em comum, quase que o que restava era so mesmo isso "amizade entre nós".
Quando numa conversa, tentei desabafar com ele, explicando que sentia falta dele, tentei uma aproximação maior, "exigindo" um pouco mais de ambos....e qual foi minha surpresa quando ele me disse que nao sentia certeza do amor dele por mim. No momento, faltou-me o chão, fiquei sem folêgo, com o corção a bater desesperadamente. Tentei acalmar-me e ver a situação com alguma racionalidade. Pensei para mim própria e confiei que toda esta fase iria passar, que era impossível ele ter deixado de me amar sem eu dar conta..."a cabeça dele está confusa porque ele está sob grande pressão com o final do curso à porta, os imensos trabalhos que tem por fazer, as noites quase sem dormir" e a última coisa que eu poderia fazer neste momento era pressioná-lo ainda mais"...desde então ja lá vão 3 semanas. Estamos a deixar passar o tempo, falamos ao telefone, por vezes por iniciativa dele, outras por minha. A verdade é que eu gostava de ser forte para deixar de falar com ele durante este tempo que ele está confuso, acreditando que ele ainda me ama, e que sentiria saudades de falar cmg e me iria contactar. Mas a verdade, é que tenho um medo tão, mas tão grande, que prefiro falar com ele, o minimo que seja, perguntando pelo trabalho, e outras conversas de ocasião para ter desculpa para falar com ele.
Estou sempre à espera de alguma atitude da parte dele que me deixe mais confiante...mas a verdade é que começo a perder as forças, pois sinto que ele está cada vez mais longe e tenho tantas saudades dele e custa-me que ele não tenha saudades de me ver.
O que mais me incomoda é nem ele saber o que sente por mim...eu não quero desisitr nem quero que ele desista de nós, mas receio que seja tarde.
Que Deus me ajude a recuperar o meu namoro com a pessoa que eu tanto amo.
Porque ao fim de 3 semanas, recuso-me simplesmente a pensar na hipótese de o perder.
Agradeço a todos os que leiam e possam de alguma forma manifestar alguma opinião.
Por vezes e mais fácil falar com o desconhecido.
Felicidades.
Obrigada,
Paula

Anónimo disse...

Queridos amigos, especialmente a Paula que escreveu o ultimo post. Chamo-me Ricardo e tenho 27 anos, namorava há já 8 anos, numa relação que tudo teve de bom: carinho, afecto, atenção, amizade, partilha,ternura, amor, entendimento, tudo tudo. Mas neste ultimo ano tive que me deslocar de cidade para arranjar trabalho enquanto a minha namorada finalizava o curso de enfermagem. Quase n tinha fds e ela tb estava extremamente ocupada com o estagio final. Houve por isso algum afastamento involuntario e eu sei que em alguns momentos, embora longe, deveria ter-lhe dado mais atenção. Porém durante a minha ausência ela conheceu outra pessoa que por certo se aproveitou da situação de fraqueza e começou a dar-lhe atenção. Resultado: largou tudo, a familia, os conhecidos, e claro esta a nossa excelente relação de 8 anos para ir para perto dessa pessoa. O meu coração n esta a aguentar tamanho sofrimento e tenho ataques de choro diarios. Ela sempre foi super cuidadosa e meiga cmg e em apenas 5 meses virou a cabeça por completo e fala-me friamente sem qq sentimento de bondade. Como é possível que uma pessoa se altere tanto e magoe tão profundamente quem sempre a acarinhou e amou profundamente? Estou super consternado e sem qq vontade de viver. Já falei com amigos, familiares, familiares dela (que sao super meus amigos) e de facto ninguem percebe a atitude extrema que ela tomou. Sera que algumas falhas na minha atenção sao o suficiente para esta modificacao de personalidade e terminar de uma relação? Continuo a amá-la profundamente e só desejo que as coisas voltem a ser como antes, mas ja nao ha telefonemas, sms apenas lhe envio alguns emails para lhe tentar fazer perceber o qto errada foi a opção dela. Ajudem-me com alguns dos vossos conselhos. Obrigado

benivela disse...

(resposta ao anónimo do dia 7 Set)

Acreditamos sempre que somos os únicos a sentir tamanho desespero! Reparei que o teu caso se identifica de alguma maneira com o meu.
Há imensas perguntas para o qual não conseguimos encontrar respostas...
No meu caso, ainda tenho alguma esperança, apesar de os dias irem passando, mas não quero pressionar o meu namorado até ao final do mes, altura em que ele termina o curso e dps aí então exigirei uma atitude da parte dele. Mas de facto, tal como referes, o afastamento involuntáro apaga uma relação e se nada se fizer, pode ser tarde demais...espero que eu ainda vá a tempo.
O estranho no teu caso é referires que a tua "ex" nem ao menos guarda carinho por ti porque oito anos ao lado de uma pessoa, ja faz parte para a vida e por todos os momentos bons que passaram juntos, seria normal ela sentir, pelo menos, afecto e amizade por ti.
É triste e espero mesmo não vir a chegar à tua situação, mas confesso que o medo aumenta dia após dia...
Mas o que me têm dito é "um dia de cada vez" e ter calma que tudo se resolve.
A ti, da minha parte, só posso dizer aquilo que repito para mim própria todos os dia. "não desistir de ser feliz, se não conseguires hoje, tenta amanhã"...melhores dias virão! Força!

Iva disse...

Acho simplesmente que às vezes deixamos de conhecer as pessoas e acho que isso, por si só, já tudo diz.

Penso que todos nos identificamos um pouco com as histórias uns dos outros...

Se as quiserem desenvolver mais, posso sempre enviar-vos convite para o blog privado.

Nunca percam a esperança. É o que vos digo. Toda a gente tem alguém e se estamos sozinhos ou fomos abandonados não é por sermos menos que os outros, é simplesmente por ainda não termos encontrado alguém que, de facto, nos mereça.

NUNCA DESISTAM DE ACREDITAR NO AMOR!!!

Bjinhos e estou sempre aqui!!!

Iva*

anonima disse...

ola...tal como as outras pessoas que deixaram comentario tambem estou a passar por um momento dificil. namorei 2ans e meio com um rapaz k era e ainda é a melhor pessoa que conheci ate hoje, incapaz de fazer mal alguem, ele fazia tudo por mim mesmo... mas ao cabo de 2ans e meio resolvemos dar um tempo porque a relaçao ja estava a cair na rotina..durante 6meses continuamos a encontrar nos e agir como namorados, mas hoveram duas situaçoes em k ele me dizia k nao sabia o que sentia e que nao queria continuar mais, mas depois ja me dizia que nao sentia aquilo que disse..quando iriams fazer 3ans de namoro ele pediu me no mesmo dia novament em namoro...namoramos kuase um mes para alem dos 3anos, mas ontem dissem k nao tnha a certyeza que gostava d mim e que estava sem paciencia para namorar que nao keria namorar mais.. eu fiquei muito mal porque das outras vezes ele dizia isso mas depois comportava se como s fosse meu namorado agora ontem nem isso..e nunca mais m mandou nenhuma sms paraceu mesm k se keria ver livre d mim, deixado o meu coraçao a sangrar :(:(

Anónimo disse...

Isso do amor é mesmo muito duro, e por mais que se diga não há formúlas perfeitas para o ultapassar, tb em parte por cada pessoa ser é única, logo invalida as receitas milagrosas. Uma coisa é certa sofre-se e sofre-se e parece de tudo deixa de ter sentido, isso é que estou a passar e é aquilo que posso partilhar. Quanto ao dizer que irá passar isso já não sei, secalhar ainda me falta mais uns tempos.....

layla disse...

ola a todos. estou perante um desgosto de amor, ao qual nao estou a conseguir ultrapassar, ja namorams a algum tempo, mas xegou a um certo tempo da relação em que nao aguentei mais e explodi e disse tudo o que sentia, pois vivia ''ouvindo e calando'', ele é tropa, esta a semana toda longe de casa e de mim, e ao fim de semana qd deveria ter um tempinho para mim, não tem, pois combina coisas com os seus amigos, e sai com eles e nao comigo, o que leva a deixar me muito embaixo, e a passar dias a xorar em vontade de nada. não sei q atitude terei agr, se esquece-lo, se aguentar o tempo que ele pediu...pois, por mais estranho que pareça, ele diz q eu o sofocava, onde é totalmnt mentira, pois estava cm ele so qd ele lhe apetecia... adorei o blog, esta muito bom iva. obrigado por poder desabafar este tempinho. beijinhos, MC

Anónimo disse...

Vou identificar me com um nome falso: Pedro. o motivo saberao porque.
Sou um jovem e estive a ler o blog, e vejo que nao sou o unico a passar por uma ma fase. A pessoa com a qual tinha uma relacao que eu pensava de amor,pediu-me um tempo, sem querer um unico contacto neste tempo. alem de tudo o que me disse que me puseram completamente em baixo. Estou a sofrer muito, sinto-me completamente so e vazio, sem vontade de nada,com crises de ansiedade e com a auto estima abaixo de zero. isto sem contar que a pessoa tem a mesma orientacao sexual que eu ( dai nao ter dito meu nome),o que torna tudo mais complicado. disfarçar esta situacao e tambem sofrimento perante familiares e alguns amigos, torna se desgastante e sinto me ir abaixo a cada dia que passa. Sinceramente, tenho momentos que penso em por fim a tudo e acabar com a vida, sinto que nao faço falta nenhuma a sociedade,que sou um nada e que nao faço aqui nada. Nao consigo ser egosita e pensar so em mim e ganhar a minha auto estima. Tenho uma pessoa que me da grandes conselhos, mas quando passamos pela situacao torna se muito dificil fazer os conselhos que nos dao. O que mais queria neste momento era fazer novos e bons amigos, mas ate isso tambem se torna dificil. Se houver alguem que aceite a minha situacao e que queira construir uma possivel amizade sincera, aqui estarei de braços abertos. Obrigado por este blogue, de facto sempre nos da um apoio. espero nao ter chocado ninguem,e se o fiz, peço desculpa.

Iva disse...

Olá a todos! Lamento muito pela ausência, mas estou de volta.

Olá "Pedro". Sendo muito directa, até porque não tenho muito tempo, a mim não chocaste, nem sequer causaste nada feio como repulsa ou algo assim digno de gente idiota. Acho que estás a passar por um momento mau tal como nós todos passámos ou estamos a passar. Não és menos digno de nada por gostares de pessoas do mesmo sexo. Só te "expulsaria" daqui caso gostasses, por exemplo, de homens e andasses com mulheres para disfarçar, entendes?

Já me fizeram isso e foi horrível. Senti-me um nada como mulher, até porque eu parece que causava repulsa à pessoa, até num simples beijo! óbvio que era impossível haver muito mais que isso mas é muito mau sentir-se posta de lado sem entender porquê. Afinal o problema não era eu, era ele.

Só te posso censurar se fores assim. Quanto ao resto, cá estou de braços abertos para te receber!!!

FORÇA E CORAGEM! E, olha, "Marias" na terra, há muitas. Se essa pessoa te pediu um tempo talvez não goste tanto de ti assim e talvez não te mereça, pois, socialmente aceite ou não, não te iria evitar por isso. Tipo, tudo bem que não andassem aos abraços e beijinhos pelas ruas (visto que a nossa sociedade ainda é tremendamente preconceituosa), mas daí a evitar-te e a fugir de ti... Se calhar não gosta assim tanto de ti, não te parece?!


FORÇA, MEU AMIGO! Não desistas de lutar!!! E olha que nesta vida há espaço para todos!!! E isso do socialmente aceite tem muito que se lhe diga. Na maior parte das vezes é mesmo é desculpa...

bjinhos, IVA

Anónimo disse...

Ola IVA

sou o 'Pedro'.
Antes de tudo, obrigado pela tua mensagem.
De facto, este fim de semana, acabou comigo..e pelos vistos enquanto estive uma semana a sofrer muito e completamente em baixo , ele nao sentiu a minha falta, nem me quer ver mais, nem sente nada por mim, enfim...um conjunto de crueldades que me disse pessoalmente.
A imagem que tinha dele de uma pessoa calma, querida, sensivel e mesmo com atitudes bonitas...revelou se completamente errada. Uma pessoa egoista, mega fria,orgulhosa,sem sentimentos e que se farta das pessoas facilmente.

Agora pergunto-me: essa gentalha que sabe que nao aguenta uma relacao por se fartar, porque namoram? porque? gostam de gozar com os sentimentos dos outros?

com isto, so da vontade de nunca mais entregar a ninguem...e neste momento, sinto nojo de gays, sinto nojo de casais de namorados, sinto nojo do amor, e sinto me revoltado. cai na asneira e no erro...ainda por cima por uma pessoa mais nova.

e quanto ao assunto que falaste de gays namorarem com raparigas, posso dizer te que lhe aconteceu isso mesmo: namorou com uma rapariga para disfarçar a sua homossexualidade e creio que provavelmente vai tentar novamente...ou entao vai dedicar-se a fase das curtes e sexo casual com os rapazes todos que lhe aparecerem a frente. pois os calminhos muitas x sao os piores...os chamados ''falsas beatas''!
sinto me revoltado, magoado, usado, coracao partido...e tudo por uma pessoa que me faz isto! e claro continuo a sofrer muitissimo.. doi me mesmo o coracao.

desculpa o desabafo novamente,

beijinhos

Iva disse...

Bem, "Pedro",

perante toda essa descrição, sinto-me muito tentada a perguntar como se chama ele pois acabaste de descrever a pessoa que motivou inicialmente este blog e que me magoou imenso!!!

Acho que realmente o descreveste e assim não vale a pena. Seja mais novo ou não, não há desculpa. Mas não sintas nojo de teres amado, sente é pena dele que não sabe amar. E seja com alguém do mesmo sexo ou não, pensa só que um dia vais encontrar o verdadeiro amor, alguém que realmente te mereça e é isso que importa. Por enquanto tenta sarar as feridas e aparece por aqui sempre que queiras.

Bjinhos,

Iva

Anónimo disse...

Boa noite... procurei no google pela expressao "recuperar de um desgosto de amor" ... e apareceu-me este blog.
Pessoalmente, já vou na 30ª edição disto, o pior é que, cada mais uma situação, mais me dói e menos esperança tenho.

Assim que acredito e me entrego... pimba... já não sirvo.
Não tenho mts amigos, sobretudo mts com quem possa sair, socializar, e, sinceramente o que me apetece é desistir...

Não acredito em amor, não acredito nas pessoas, as pessoas são más, vis e crueis...

Resolvi desabafar aqui, porque enquanto estou a escrever está a passar mais um bocadinho de tempo, não sei do que estou á espera, não sei para onde vou... Sei que não quero acordar amanha...

Já nao aguento...

Parabens Iva

Ass: Pedro

Iva disse...

Para o Pedro que escreveu aqui há pouquíssimas horas...

Pedro, deixo-te aqui uma ou duas questões para reflectires...

se as pessoas fossem todas tão más, vis e cruéis, ninguém sofreria...(1º ponto)

2º ponto -eu não sou nada disso e também sou uma pessoa, portanto se sou uma excepção, haverá mais como eu...

3º ponto... (xarãaaaa....) então se tu sofres não achas que também não fazes parte desse leque de pessoas más?

Se quiseres contactar comigo, tens o meu mail no topo deste blog, canto direito...


ACREDITA QUE TODOS NÓS TEMOS UM DESTINO E NINGUÉM SERÁ INFELIZ A VIDA TODA. ACREDITA EM TI!!! EU NÃO CONHEÇO E JÁ ACREDITO UM BOCADINHO!!! forçaaaa!!! as pessoas NÃO SÃO MESMO todas iguais. eu já sou a prova disso e quer-me parecer que tu também ;)))

um grande bjinho,

aguardo noticias tuas em breve,

Iva*

Anónimo disse...

Olá Iva, bem eu Sou o Filipe e tenho 18 anos e passado muito mal nesses ultimos dois meses, terminei meu primeiro e namoro serio de 1 ano e 8 meses, a 3 meses, sabe, de repente ja nao sentia nada por ela, e assim foi durante um mes, dai pra cá, tem sido um inferno minha vida, insonias, rios e rios de lagrimas, so de pensar nela, os meus olhos transbordam, nada para mim faz sentido, vivo em escuridao pelos cantos a chorar e o pior, que nunca amei alguem tanto como amo ela, mas parece ter-se feito um intervalo no amor, e agora voltou e sou torturado,eu pensei em voltar atras e pedir desculpas, mas foi quando desobrir que ia ser pai, resultado de uma aventura sem pensar, com uma mulher que nao tenho sentimentos algun.. isso faz com que seja impossivel voltar com minha ex-namorada,,, esses ultimos dias nao tenho esperança... mas so queria saber uma coisa... se eu me recuperar desse amor,,esquece-la,,,eu um dia consiguirei amar novamente da mesma maneira, com a mesma intensidade, de dar a vida?? se vc tem essa experiencia...ficaria grato...seria minha luz... a certeza de voltar a amar... Obrigado...

sandra disse...

Olá, desde que comecei a ler todos estes comentários, estou para aqui a chorar como uma madalena.
Como todos os outros também estou a sofrer por amor. Sentimo-nos importentes, injustiçados mas sobretudo muito magoados. Se houvesse algo que fizesse apagar do nosso coração quem amamos, mas não há? Tenho esperança que um dia esta dor passe até lá vou vivendo um dia de cada vez.
Sei que este comentário não vai aliviar dor alguma, apenas mostro a minha solidariedade.
Um abraço para todos,
Sandra

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
ツ Tiko ツ disse...

Antes de mais, muitos parabens pelo Blog... também já passei pelo mesmo (e ainda estou a passar, caso contrario não teria encontrado o teu Blog), se tivesse encontrado o teu blog tinha-me ajudado imenso a ultrapassar a situação, no meu caso decidi criar o meu proprio Blog para desabafar o que ajuda bastante..

E obrigado por partilhares..

Cumprimentos
Tiko

Anónimo disse...

Olá a tds!
Chamo-me Maria e tenho 22 anos...
Antes de mais, parabens pelo blog!
Andava perdida, na esperança de encontrar algum remédio milagroso na net k resolvesse o meu problema e me atenuasse a dor...mas ñ existe!
Esta cura,esta construção interior tem k partir de dentro mas a realidade é k só consegui construir alicerces k rapidamente desabam..Não sabia k o amor podia ter este efeito!Eu sei k ha pessoas com problemas mt mais graves e k, comparado com a fome em Darfur, é irrisório!
Estou perdidamente apaixonada, o meu ex deixou-me por um motivo que o meu racional não percebe pk ñ é suposto o amor ser irracional?
Já tavamos separados ha 4 meses qd nos encontramos e tivemos uma recaída, foi uma noite mágica cheia de momentos de completa harmonia e essencialmente de amor...
Inconscientemente criei uma ilusão, eventualmente era suficiente para voltarmos!Pura ilusão!!!!!!Disse-me que ñ era homem pra mim, k era vazio por dentro...
E aki tou eu, despedaçada e acima de td, sem conseguir ver uma ponta d luz ao fundo do tunel...Eu sei k o tempo cura td, eu tou á espera...
Obrigad, sinto k ñ tou sozinha na minha dor...

Anónimo disse...

Do anónimo de 16 de Fevereiro de 2009 14:00
O sofrimento tem sido longo no final do verão soube que engravidou do suposto namorado!
Foi um choque, o peito apertou-se!
consegui-o o que queria? Não engravidou convencida que o namorado rico que arranjou juntava os trapinhos, mas assim não foi vive na sua casinha sozinha, o rapaz de vez em quando vai lá e da-lhe umas frutas (nos dois sentidos).
Estragou a vida pois toda a gente informou-o da intenção de engravidar para sacar uma pensão, e o rapaz já pôs os pontos nos i's.

Entretanto finalmente conseguimos divorciar, neese dia vi-a, não me custou nem fiquei impressionado ao contrário tive pena dela, achei triste e desleixada. Esta míuda gira com um bonito sorriso e sempre bonita, faria concerteza uma grávida linda.
Assim tornou-se numa pessoa resignada com vida, triste e entregue à sorte!
"Queres boleia para algum lado? Sim! Não deixa estar, apanho um taxi!" Nunca mais a vi.

Iva disse...

Olá anónimo de 16 de Fevereiro!

Bolas, que história!!
Espero que já não te doa tanto, mas é para veres que quando as pessoas são más... acabam por colher os ramos do que plantaram.

Espero que estejas bem melhor, mais forte, mais restabelecido.

Não te esqueças que às vezes as pessoas cruzam o nosso caminho apenas para nos fazerem ver que, podemos não estar ainda felizes, mas estaremos, certamente!, no bom caminho!

Um bjinho e um abraço apertadinho.
Qualquer coisa, manda-me mail.

Iva*

P.S. óptimas entradas em 2010!!!

Anónimo disse...

É de todo incomodativo ver tantas pessoas assim . As perguntas mais frequentes são o porquê de isto acontecer e o porquê de nos acontecer a nós. Já passei por muitas situações e é de lamentar que ainda hoje me atormentem . Ás vezes penso " Quando é que vou encontrar alguém que me ame de verdade ? " . Saí á pouco de um relacionamento e bem é tudo o que eu não estou . Foi o melhor namoro que ja tive , nunca tinha tido algum tao sério , digamos que nunca tinha partilhado tantas coisas com uma pessoa . Mas acabou , infelizmente acabou .E eu tento ser forte mas e tao dificil . Ele é da mesma turma que eu e vê-lo todos os dias sem lhe puder dar um beijo , um abraço é muito dificil . O pior é que ele já fez tantas coisas por mim que nunca pensei que viessemos a acabar . Tanto quero esquece - lo como lutar . Estou completamente perdida . No entanto , por o nosso namoro ter durante pouco tempo não sei se o que sinto por ele é amor . Tao confusa .

Inês disse...

Bom, é incrível como é confortante saber que não somos os únicos a passar pelo mesmo neste momento, à noite quando falo e molho a almofada com as minhas lágrimas penso se estará alguém a fazer o mesmo nessa mesma hora... A minha situação é muito recente, dei tudo por uma relação, amei de verdade e fui abandonada... A justificação foi a típica frase "mereces melhor, muito melhor" e termina com "és muito especial"... Sim, e agora?...
De que vale isso tudo se não temos quem amamos? Quando o facto de sermos especiais não implica sermos trocadas(os)? Doi muito, quando parece que está a passar, vem mais uma recaída... O vazio, o desespero.... Não estou a conseguir lidar com a situação... Força a todas(os)

Anónimo disse...

Adorei o comentário da Inês é concordo plenamente . Até pode ser egoísmo da minha parte , mas nestes momentos o que me conforta é saber que pelo menos á pessoas a passarem pelo mesmo que eu , ou até em situações muito mais complicadas. Nestes momentos é óptimo pudermos falar com pessoas que estão a passar pelo mesmo. Na minha situação , já não sei o que hei-de fazer para deixar de pensar nele, digo sem receio nenhum que ele foi o rapaz mais importante da minha vida até hoje. Mas saber que acabou e que ele ja não gosta de mim ainda me irrita mais. Já não sei o que fazer, o que pensar , nadaaa.

Anónimo disse...

tou a passar por um desgosto de amor.. amoo mt mas a discussoes acabaram com o nosso namoro.. as discussoes eram diarias mas mesmo assim amoo mt sempre dei tudo por esta relação tentava com que melhorasse mas parace que o meu esforço não valeu a pena! sei que ele me ama mas também ta cansado das discussoes e terminou tudo.ja não sei o que fazer penso que a minha vida não faz sentido..é como se o mundo tivesse caido em cima de mim sinto me sozinha.. amoo tanto so queria ser feliz ao lado dele.mas neste momento sofro com tuda a minhas forças porque não estou conseguindo lidar com esta situação.ao menos sei que a pessoas que neste momento estão a passar pelo mesmo que eu :´´( doi sofrer por aquela pessoa que achamos que por mais discussoes que aja é a nossa alma gemea...

João Magalhães disse...

Olá...namorei durante 4 anos com uma rapariga..infelizmente tivemos sempre muitas discussões , mas nada a meu ver que não pudesse ser falado e esclarecido...na semana passada tivemos mais uma discussão e ela deixou-me...disse que não me ama mais e que andava a arrastar a relação com esperanças que voltasse a ser o que era...estou de rastos, já me humilhei...ela chegou-me a dizer que se continuasse a pressioná-la mudaria o numero de telefone.....é incrivel a minha dor, nunca pensei passar por isto, uma mulher a quem dava a minha vida...tudo por ela....morreu uma parte de mim, frequentemente penso no suicidio , pois simplesmente a minha vida sem ela não faz qualquer sentido....não sei o que fazer, sei só que gostava de acabar com esta dor e rápido...de qualquer forma é reconfortante ver que não sou o único a sofrer por amor...mas não queria ser mais um...não queria ter que estar a escrever estas linhas...sinto-me completamente arrasado.....

Nuno...sonhador eterno disse...

Enquanto tentava expressar o sofrimento que sinto dentro de mim, no meu blog, uma parte do meu subconsciente faz-me abrir mais uma pagina da Internet e procurar "solução+desgosto+amor" e encontrei este magnifico blog! recentemente fui rejeitado pela 3ª vez consecutiva pela mesma rapariga. Eu sei...é estúpido tentar tanta vez. Mas eu amo-a! E é com ela que quero estar. tenho apenas 17 anos, e já sofri mais do que alguma vez pensei sofrer.
Não a posso ver que o meu coração começa aos saltos.! mas também não posso fechar os olhos, pq imagino-a!
Não consigo ouvir a voz dela! mas também não posso deixar de ouvir, pq imagino a voz dela!
apetece-me sonhar! sonhar com ela, pq sei que só em sonhos é que a posso ter.
todas as noites choro...choro por ela. choro porque sei que no dia seguinte, ao acordar, ela não estará à minha espera, como eu a espero todos os dias.

Alguma sugestão? estou cansado, e magoado de sofrer...

Anónimo disse...

Olá
Tenho 35 anos e obviamente estou a sofrer da terrivel doença do coração quebrado. Mas a minha estória é "engraçada" se não fosse dolorosa. Estou completamente apaixonado por outra pessoa. Fui durante dois anos muito feliz com essa pessoa, mas a distância acabou por fazer estragos e terminamos os dois por "mútuo acordo". Mas agora vejo que fiz um erro terrivel, porque é ela que eu amo. Conclusão: Eu estou com uma pessoa que me ama imenso, mas a quem não consigo amar. A outra pessoa está com outro e sente o mesmo por mim. Ou seja somos os dois infelizes e fazemos outras pessoas menos felizes. Estamos os dois deprimidos e mesmo assim ela não consegue ver o erro que está a cometer. O amor é duro, tanto nos dá o céu, como o inferno.
Miguel

Anónimo disse...

Olá.....
Após 10 anos de namoro, fui deixado e quando o meu melhor foi dado á outra pessoa, já vai quase á um ano e muitas vezes me interrogo o porquê.... Sei que errei, pensei que não amava tanto mas afinal enganei-me. Obridao por este artigo li com atenção e gostei sempre me abriu um pouco mais os horizontes ...agora é só colocar em pratica.Porque a solidão é mesmo o pior castigo.

Francisco

Anónimo disse...

Olá a todos, penso que será das piores dores perder aquela pessoa que amamos...e perder porque ela/e quis ainda é mais dificil...aquela pessoa com quem passamos tantos momentos bonitos, ultrapassamos dificuldades, conhecemos lugares, pessoas...é uma dor que não tem fim....estou neste momento a passar por uma dor dessas...sinto que podia ter feito mais para a relação resultar, e queria fazer...queria ainda estar a tempo de mudar as coisas...mas quando a outra pessoa diz que já não vale a pena é como se me esquartejassem o coração com uma faca muito devagarinho...é uma dor imensa , não durmo bem a 3 semanas, nem os medicamentos fazem efeito...ando mergulhado em antidepressivos que me variam o humor de uma maneira incrivel, nunca pensei sentir isto...nunca!!!! acho que tenho vivido numa ilusão, a ilusão que o amor é eterno, que é verdadeiramente correspondido, como podem as pessoas com quem nos trocamos, demos, partilhamos toda a nossa intimidade, segredos...tudo .. de um dia para o outro mostrarem frieza, afastamento, quase como se fossemos estranhos...não sei...mas sei que doi!!! doi muito!!! mas acredito e tenho a certeza que um dia passará...a dor acabara, mas eu não sei se quero que isso aconteça..eu preferia que tudo voltasse a ser comoo era..mas não vejo grandes hipoteses disso....é muito duro , mesmo muito, desculpem a todos não ajudar muito, mas simplesmente estou num estado muito fora do normal....sinto-me arrependido, magoado...essencialmente destruido...o meu amor já não me quer......... ´(

Anónimo disse...

fg.. é horrivel, e eu pareço que não mereço ser feliz.. tou no fundo outra vez..

joão disse...

Olá a todos!! Quero dizer-vos que também estou a passar por um desgosto de amor, a mulher que amava decidiu deixar-me porque segundo ela já não me ama..a dor é grande, revejo-me em todos os comentários que li em cima, mas meus amigos, penso que é melhor estarmos sozinhos doque com alguém que não gosta de nós, temos que ter amor próprio para seguir com a vida, para esqueçer uma pessoa que não pensa em nós, que já nos riscou da sua vida, não vale a pena sofrermos por quem não nos mereçe, temos de seguir para a frente, custe isso o que custar, mulheres há muitas, homens também, é certo que não é fácil amar, mas muito mais certo é que não devemos estar com quem não nos quer, porque assim nunca seremos realmente felizes, além de estarmos sujeitos a traições e discussões constantes, se aquela pessoa que nos deixa pensa que não somos suficientes para ela então que siga a sua vida e nós seguimos a nossa..temos que ter força e ser suficientemente corajosos para dizer basta!! basta de sofrimento por alguém que nos usou e magou-o, a vida continua, e tenho a certeza que a dor passará, já há 1 més que a minha namorada me deixou e de momentos já começo a voltar a pensar em mim...mas acreditem que tem sido muito dificil, mas tenho a certeza que é o melhor, as coisas na vida não acontecem por acaso, tudo tem um proposito, e o que nos está a acontecer é o melhor, porque se não acontecesse o amor verdadeiro da nossa vida não apareceria tão cedo...à que ter força e coragem para esqueçer e pensarmos mais em nós, não precisamos de ninguém para sermos felizes, a felicidade, a verdadeira felicidade não depende de ninguém além de nós próprios...espero que estas palavras tenham ajudado de alguma forma os milhares de pessoas..talvez milhões de pessoas que no mundo sofrem por o que pensam que é amor...porque acreditem que quando for amor a sério tal como a iva disse não sofreremos e seremos felizes...**

Anónimo disse...

gostei do tue blog es uma rapariga cheia de força,acredita que gostava de ter a tua força...por mais que tente não consigo esquecer o rapaz que amo...é muito dificil esquecer alquem principalmente cado esse alquem é quem nós amamos...ter um desgosto de amor é tão mau.eu agora não consigo acreditar nos rapazes ja não consigo ter um novo relacionamento,não consigo voltar a cofiar em algem,,sinto-me pessima com isto ja não sou a mesma rapariga fiquei fria mais desconfiada e agora sinto que não vou amar de novo,,ja não sei o que fazer para não pensar mais nele,porque sempre que penso é uma dor enorme um aperto no peito uma vontade de desaparecer sinto que o mundo esta a cair sobre mim...Como vou recoperar de um desgosto de amor,,e conseguir acreditar num rapaz??

Anónimo disse...

ola... sera assim tão facil recuperar um desgosto de amor? o que se deve fazer quando o que tu fazes é sofrer por quem não merece que se esta nas tintas para ti..cada dia que passa sinto-me mais pessima mais triste por dentro,,para álem de não o demostrar sinto-me tão mal eu amo mesma é cada dia que passa a dor aumenta =( é tão dificil quando temos que terminar um namoro que te fazia feliz... é tão dificil agora acreditar num rapaz que nós quer demostrar que o amor não é aquilo que estamos a pensar..eu so quero é conseguir ultrapassar isto tudo e ver que a vida continua com ele ou sem ele,mas não da tu que faço não faz sentido sem ele.... O que fazer para querer voltar a viver...as saudades quando chegam fazem o coração pular do peito,,eu só sei que o anor não é dificil quando começa mas sim quando tem que acabar...

Anónimo disse...

ola... sera assim tão facil recuperar um desgosto de amor? o que se deve fazer quando o que tu fazes é sofrer por quem não merece que se esta nas tintas para ti..cada dia que passa sinto-me mais pessima mais triste por dentro,,para álem de não o demostrar sinto-me tão mal eu amo mesma é cada dia que passa a dor aumenta =( é tão dificil quando temos que terminar um namoro que te fazia feliz... é tão dificil agora acreditar num rapaz que nós quer demostrar que o amor não é aquilo que estamos a pensar..eu so quero é conseguir ultrapassar isto tudo e ver que a vida continua com ele ou sem ele,mas não da tu que faço não faz sentido sem ele.... O que fazer para querer voltar a viver...as saudades quando chegam fazem o coração pular do peito,,eu só sei que o anor não é dificil quando começa mas sim quando tem que acabar...

Anónimo disse...

Estou a passar por uma situaçao bem dificil. Eu e ele tivemos uma relaçao de 9 meses, depois terminamos porque ele achava gostar de outra pessoa. Sofri muito e 9 meses depois ele voltou para mim e eu aceitei porque o amava muito. Ele prometeu nao me fazer sofrer outra vez, e assim se passou um ano, cheio de amor, planos, sonhos, promessas. Até que começamos a ter algumas discussoes e cada vez mais frequentes até que ele decidiu que deviamos dar um tempo e eu concordei. Mas ja la vai um mês e ele cada vez mais frio e frio comigo, ja nao parece a mesma pessoa. Doi tanto, mas tanto, sinto que ja nao posso fazer nada, sinto que vai acabar. e Doi tanto tanto, nao sei como ultrapassar isto. So me apetece chorar e chorar. Preciso de Ajuda!
Obriagada

NUNO disse...

Bem.....eu tambem estou a passar po um desgosto de amor....tanto fiz para dar certo, mas ela fazia sempre questao em ser do contra em tudo, combinavamos uma coisa na hora ela decidia outra, enfim, tenho pena, mas quase 6 meses de constante desacordo, que tive ke por um fim, escolhi o sofrimento agora para tentar ser feliz mais tarde, espero eu, mudei de numero, bloquieia no msn, e para ja vou aguentando, um xanax aki, outro ali, e vou levando a vida.....mas e triste, tinhamos tudo para dar certo mas ela nao entende, enfim

nao sei que fazer ah minha vida, por mim suicidavame, mas nao e por ela, e pela vida no geral,cansei !!!

NUNO - BRAGA

NUNINHO-69@hotmail.com

Iva disse...

Antes de mais, olá a todos.

Peço desculpa por não ter respondido a todos os emails, mas perdi alguns antes de os conseguir gravar para poder responder. Não quero mencionar as situações pois são demasiado pessoais, no entanto, se viram que não vos respondi, por favor façam-no agora que eu prometo responder (entretanto mudei de computador e agora creio ter tudo funcional).

Quero dar muita força a todos e pedir-vos que não desistam de vós mesmos porque alguém vos maltratou e abandonou. Ninguém é merecedor das nossas lágrimas quando fez por que corressem e, sobretudo, ninguém merece a nossa auto-anulação.

Por favor, aguentem-se e enviem-me mail, se isso vos fizer sentir melhor. Acho que partilhar ajuda, pelo menos comigo funciona.

Eu sei que dói mesmo muito, mas um dia passa. E não estou a mentir. É assim mesmo. O pior são os primeiros três meses, os primeiros seis meses são mais ou menos, a partir daí ainda há recaídas, mas as coisas começam a melhorar. Comecem por fazer coisas que gostam e se esqueceram que gostam. Façam coisas pelo vosso bem-estar, que vos valorizem - pratiquem desporto, escrevam um livro, saiam com amigos... algo assim...!

Um beijinho muito grande de força para todos e votos para que não desistam.

Iva*

Anónimo disse...

Ola =,(, eu nao sei o que fazer á minha vida... Eu namoro com uma rapariga mas ela está a começar a falar com outro, escondendo-me isso. Ela ainda nao me traíu na prática mas sim por palavras. Quando falo com ela finge que nada de passa e diz que me ama para sempre, sabendo eu que diz que gosta do outro. Eu queria acabar com ela mas nao consigo ='( amo-a tanto, não consigo deixá-la ='( .Que faço? por favor responde-me, tou em desesespero ='(

Anónimo disse...

podes estar a leste, a sul, a norte, perto ou longe mas aquilo que eu preciso é de ti.
no dia seguinte ja me tinha deixado :( nao a percebo

Rinah disse...

Depois de 8anos de namoro (fazia dia 1 de Maio) tambem estou a passar por um desgosto amoroso... Há mais ou menos um mes que temos estado distantes fisicamente e emocionalmente. Temos um oceano a nos separar e agora provavelmente já está outra no meio...
Sinto-me muito angustiada, tenho dias melhores, outros piores. Vi-o há duas semanas e ate chegamos a nos beijar, mas depois ele voltou para o outro lado do oceano a (2meses de terminar o curso) sinto que não estou a lidar bem com a ausencia dele, com a indiferença. Só penso que quero morrer, mas não sou capaz de cometer suicidio pk penso na minha familia k fica atras e que ele não merece que eu o fizesse por mais dificil que esteja a ser... Eu sinto-me vazia, completamente perdida, não tenho vontade de nada, as vezes nem consigo chorar, outras vezes até me ardem os olhos que não é so o coração que dói, os olhos tambem. Tenho muita raiva dele e só queria era que ele morresse... Todos me dizem que eu sou linda, e que mereço muito melhor... mas ele era o pato horrivel por quem amei durante tantos anos e continuo a gostar...

Quero tira-lo do meu coraçao mas estou a ter tanta dificuldade. queria ir a um psicologo mas o meu horario de trabalho não o permite... não tenho vontade de comer, não durmo, não quero fazer nada, nem quero rir... quando me perguntam se estou bem so me apetece chorar e apetece meter-me num buraco bem fundo, igual aquele que o meu coração está e não consegue sair...

Sei dessas coisas todas, sair, conhecer pessoas, não isolar, não pensar nisso, simplesmente é impossivel não pensar e depois chego a um ponto que ate o meu coraçao fica agitadissimo que fico com dificuldade em respirar e sinto-me mal... ainda vou ficar doente do coraçao as custas dakele estupido... sei que ele é um estupido e que se vai arrepender, mas não consigo aceitar que ele me deixou sozinha... Sinto-me completamente sozinha, mesmo quando estou rodeada de imensas pessoas que me dizem que sou meiga, e mil e uma qualidades.. mas nenhuma delas faz sentido... Tudo deixou de fazer sentido...

O tempo é o melhor amigo, mas leva tanto tempo... é uma caminhada sobre pedras pontiagudas que cada passo nos magoa e nos faz sangrar cada vez mais, ate que um dia (sabe-se lá quando) o caminho poderá a ser um relvado... :'(

muito dificil levantar a cabeça

Anónimo disse...

não existe razão para o amor.

"Eu ia de carro com ele numa viagem, e a meio da nossa viagem, ele abriu a porta do carro e obrigou-me a sair, e deixou-me ali no meio do nada, sozinha."
Esta é uma maneira de descrever aquilo que sinto.
Estou a sofrer, mas espero um dia recuperar, não quero ser uma pessoa amargurada.

calafras disse...

Será possivel, alguem que sempre foi liberal numa relaçao, de um momento para o outro,ficar com olhos de quem só ve uma coisa a frente:A pessoa por quem se apaixonou?
hoje, sinto que vou na etapa de Perda de amigos, etapa essa ainda mais dificil do que aquela por que temos q passar...o amor...
Estou numa fase muito dificil...parece que nada me corre bem...a minha namorada acabou comigo! quando ouvimos isso, pensamos..."oh, mulheres ha muitas has-de encontrar milhares delas por ai espalhadas". Sim! é verdade! mulheres há muitas, mas nem todas têm o toque, o cheiro, o sabor,ou até mesmo a inteligencia que aquela pessoa possui, para fazer deslumbrar a mente humana.hoje meus amigos, sinto-me a cair, a cair num enorme buraco negro, onde nao consigo obter ajuda de ninguem,já consultei uma psicologa e mesmo assim nao consigo controlar-me, parece-me a mim que o meu inconsiente nao quer ser ajudado..Passo horas a fio a pensar na pessoa; Por mais horas q tenhamos falado, por mais dias q tenhamos estado juntos, estou perdido!Como é possivel amarmos a pessoa que so quer ser nossa amiga...Como é?Como?......

Iva disse...

Caros "amadores" (no sentido daqueles que amam):

acho que as pessoas muitas vezes procuram tão desesperadamente o amor que se esquecem que, para ser verdadeiro, têm de ser dois a amar.

Entretanto, apaixonam-se pelo amor que o outro lhes dá e não pela própria pessoa,e depois, adivinhem quem acaba por bater com a cabeça no muro?

De qualquer forma, não me parece que devamos sofrer por alguém que de facto não nos ama.

Já pensaram que ao agarrarem-se às lembranças de alguém que muito vos fez sofrer podem acabar por deixar passar alguém que pode ser a pessoa certa para vós?

Já me aconteceu... e depois não há como voltar atrás e a sensação de termos sido demasiado burros pesa tanto que depois custa também largar a ideia de que uma atitude diferente da nossa parte poderia ter feito toda a diferença.

Agarrem-se às coisas que vos fazem felizes. Como terapia, tentem ajudar os outros. Não imaginam o bem que faz!

Dancem, cantem, pratiquem um desporto... façam coisas que vos valorizam, mas não se entreguem de novo a alguém que muito vos fez sofrer e só se aproxima por estar só, por querer carinho, fingindo um falso sentimento, que, no fundo, só quer alguém para não estar sozinho, como se estivesse sentado num banco de autocarro, à espera de algo melhor passar...

Tenham muita força e acreditem em vós. Um dia... um dia espero que aconteça, mesmo que tenham o vosso coração partidinho, esmigalhado, queimado em carne viva... mesmo que chorem lágrimas de sangue e na vossa garganta o aperto seja semelhante a terem bebido veneno... mesmo assim, não desistam.

É de coração que vos deixo esta mensagem.

Nunca parem de acreditar!

Anónimo disse...

adorei este blog... tou a passar uma situação dificil, mais uma, parece que nunca aprendo. Estou completamente apaixonado por a minha ex namorada, mas ele não quer mais nada comigo, nem mesmo a minha amizade. gostei de ler as diversas situaçoes de cada um, no entanto continuo a acreditar que um dia tudo vai voltar ao normal... ou não.

Alexandre disse...

Iva li o teu blog e fez-me muito bem.
Passo a explicar a minha situação: namorei durante quase 2 anos e meio com uma rapariga, tivemos altos e baixos, acabamos algumas vezes mas eu sempre me recusei a baixar os braços e lutei sempre por ela. Há cerca de 2 meses ela acabou comigo e não a consigo recuperar. Ela fazia parte de mim e apesar de ser uma estupidez nao consigo viver sem ela.
Ja tenho idade para ter juizo, vou a caminho dos 25 anos, mas foi a minha primeira namorada e nao a consigo esquecer, ela nao sai da minha cabeça. Não consigo estudar de maneira alguma e nao consigo comer nem dormir em condiçoes. Ja andei num psicologo e ajudou-me, mas nada me consegue fazer esquece-la. Queria tanto tira-la da minha cabeça, mas nao consigo. Posso contacta-la para o seu email e contar-lhe detalhadamente o que aconteceu? Preciso de ajuda, preciso de desabafar antes que faça uma asneira. Obrigado Iva.

Iva disse...

Alexandre,

claro que podes enviar-me mail. O mail está visível no lado direito do blog.

Tu, tal como todos os outros podem enviar-me email. Tive um problema com o mail há uns meses, e perdi várias mensagens, no entanto, agora está perfeitamente funcional.

Espero que estejas bem e envio-te desde já muita força e coragem!!!

Bjoka,

Iva

(Até ao teu email!) :))

tmr022 disse...

Olá, estou a passar pelo mesmo e sinto-me tão triste por achar k existe outra pessoa no meu lugar, são suposições não sei se a minha ex tá apaixonada por outra pessoa, pena k não seja por mim, foram 3 anos fantásticos, moravamos juntos e agora acabo tudo, cada um foi pro seu lado, sinto-me desamparado. Belo blog vou passando por cá.

calafras disse...

Ola a todos, ola iva, é tao engraçado quando passo aqui pelo blog e penso que ainda existe gente a sofrer.Hoje, sou um rapaz com cabeça erguida pelo facto de ter lutado contra o meu sofrimento,partilhado pelos mais chegados que a partida tambem estavam em sofrimento por me verem mal.Posso vos dizer que falei com a Iva e de facto ela deu me grandes conselhos de forma a passar a minha dor.Queria vos dizer que estou na maior e o mais engraçado é que a pessoa que me fez sofrer, tenho-a eu "na mão.Pois é meus amigos, enquanto procriava sofrimento por causa da pessoa,fui me estudando a mim proprio como se tratasse de uma cobaia analisada por alguns cientistas e de facto foram tantas as respostas que acabei por encontrar aquela q mais me agradou,essa resposta valeu o facto de as coisas estarem diferentes e a pessoa agora correr atras do prejuizo. Talvez ela nao merecesse o meu amor novamente, mas quem seriamos nós humanidade se nao fossemos feitos de segundas oportunidades?bem o quero desejar tudo de bom para aqueles que ainda nao recuperaram, e que se quiserem algumas dicas basta perguntarem que direi com todo prazer.=D love is a mystery...

calafras disse...

atençao engraçado no bom sentido pq acho q ninguem merece sofrer logo é bastante estupido sentirmonos fracos e inuteis pensando q o mundo para nos vai acabar...

Anónimo disse...

Ola a todos! antes de mais gostaria de felicitar a Iva pelo blog,concerteza ira ajudar muitas pessoas..
Encontrei por acaso e gostaria de partilhar a minha história.
o meu namorado terminou comigo a cerca de 3 meses. Namoramos durante 3 anos, e vivemos com toda a certeza o mais lindo conto de fadas de que ha memoria. Ele fazia tudo por mim, amou-me acima de qualquer outra coisa...deu-me tudo o que podia existir, mais ate do que merecia ( xegei inclusive a dizer-lhe que me dava amor até de mais), hoje arrependo-me.. amei-o mais do que alguma vez tinha amado alguem, entreguei-me de corpo, alma, e coraçao...vivi para ele, e ele para mim...fui a mais feliz, e fiz alguem feliz ( pelo menos naquela altura eu axava que fazia, hoje eu tenho duvidas). vivi sem duvida uma bela historia de amor com o homem da minh vida ( sim, tenho certeza que ele é o homem da minha vida apesar de todo o k me disse). á 3 meses atras eu começei a axa-lo distante, menos carinhoso cmg, com menos tempo para mim, ate que o confrontei com isso. discutimos, e numa dessas discusoes acabei por xama-lo de mentiroso.. foi o pior que podia ter feito, nao sabem o quanto me arrependo. ele terminou cmg dizendo que ja nao tinha mais certeza que eu seria a mulher que ele queria.. e disse-me coisas horriveis que nem consigo escrever aqui, posso é dizer-vos que foram mesmo horriveis. ate compreendo que possasm ter sido ditas de cabeça quente mas...durante uns dias cortamos os contactos, ate que ele tentou reaproximar-se...ja la vao 3 meses, sempre que ficamos mais do que uma semana sem falar, ele mand-me msg dizendo que gosta de mim, que me vai amar para todo o sempre, que eu sou a mulher da vida dele...depos volta tudo, e ficamos mais uns dias sem falar. eu sei que estou a criar ilusoes, que ja devia ter psto um pono final de vez. mas nem eu nem ele conseguimos cortar de vez o amor que nos une... eu nao consigo pk o amo de mais (AMO MESMO), pk ainda vivo na esperança que ele volte, e ele pk diz que me ama e na esperança de a magoa e raiva td passar... tou sem chao, foi como se tivesse levado uma parte de mim...metade de mim morreu, a outra metade quer viver..
resumindo...eu estou viva por fora, e morta por dentro!
Um abraço a todos que de uma maneira ou de outra estao vivendo o mesmo drama que eu. Boa sorte para todos*

Anónimo disse...

apaixonei-me por um rapaz mais novo dois anos. Andamos envolvidos mas eu descobri que ele tinha dito coisas a meu respeito e não gostei. A partir daí tentei ignorar esse sentimento por ele ser mais novo e ser imaturo. Mais tarde ele andou atrás de mim mas eu não quis nada com ele. Agora passados alguns meses percebi que andei a enganar-me durante muito tempo e resolvi falar com ele.
o que aconteceu: riu.se na minha cara, disse "agora não da" e ainda andou a exibir.se para os amigos tornando.me na nova piada do grupo!
É difícil estar no mesmo sitio que ele e ainda levar com os amigos dele a fazer piadas.
enfim, espero superar isto...

Fatima disse...

Quem me pode ajudar nesta mágoa que, parece ser um sentimento que muitas pessoas como eu sentem?
Fui casada 21 anos de tive um menino e uma menina desse casamento. Estava tudo a acabar entre nós quando tive um grande acidente que me deixou 2 anos no hospital e ate hoje ja fiz 19 operações.Depois desse acidente deixei o meu marido num mar de lagrimas e apaixonei-me perdidamente por um homem casado...queria fazer mim uma amante mas, a minha sede de viver queria mais, pois a morte foi minha companheira durante muito tempo...acreditei nele tanto que ele ao deixar a mulher me juntei a ele e tive um filho lindo! Mas a nossa vida era tão dificil, eu amo-o muito mas temos passado a vida a disutir e a separarmo-nos. Entretanto o meu marido morreu de doença e de desgosto agora estou tão sozinha!! Porque perdi tudo na vida... fiquei com 3 filhos mas os mais velhos nao me perdoam e o mais novo esta desgostoso porque os pais nao se entendem.. agora desde a semana passada ele me disse que eu fui responsavel pela perda da familia dele, nao consigo suportar isso. Afinal foi ele que procurava mulheres em anuncios de jornal e eu apenas queria sentir-me viva depois de tanto sofrimento...agora ele nem me quer falar nem resolver nada comigo, sempre me sacrifiquei para lhe agradar, vivendo longe dos meus meninos porque ele nao os queria e agora... tanto gritamos, tanto discutiamos quando eu so queria uma palavra de amor. Acho que o que eu sempre amei nele era uma fantasia nao é a sua realidade porque o seu feito nada tinha a ver com o que eu idealizava...e.. agora nao consigo esquecer, apetece-me ligar-lhe e dizer-lhe que o amo mas tenho a certeza que, se o fizesse ele me humilharia como já o fez tantas vezes....à uns anos atras até o sucidio tentei agora nao sei que fazer, afinal durante estes ultimos tempos mal me tocava ou dava um carinho... eu nunca vivi sozinha, que vou agora eu fazer com um menino pequenino e com alguma deficiencia fisica...???
Obrigada

Croky disse...

Boa Noite, estranhamente isto parece kase como os AA's mas a verdade é k s virmos bem as coisas, é um dependencia (estupida por vezes) mas real!
Sinceramente nem acredito k tou a fazer isto, visto k nc acreditei mto neste tipo de coisas...
Passando a parte mais seria, bem, eu sou akele tipo d pessoa k sempre lutou por tudo e nc acreditei em amores ou algo desse genero, sempre "olhei" para isso como algo saido d filme, uma ficçao, ate k, sem dar por isso, comecei um relacionamento kase perfeito a 4 anos... durou 2 anos e terminou d forma bastante estranha... desde esse dia nc mais tive contacto com a pessoa...
tenho um curso para terminar, ao kal reker bastante o meu tempo so k desde akela altura k "congelei" por completo todos os meus objectivos, nao para "chorar" ou algo do genero, mas sim porke n m sentia mais motivado, tenho raiva d tudo isto porke eu kero e desejo continuar mas n consigo!! eu sei k consigo controlar os meus sentimentos e sei k tenho vontade d avançar mas simplesmente nao consigo! tava a ler este blog, k encontrei por mero acaso, e vi k houve paços k dei e nem tinha dado por isso... basicamente tou na fase d exclosao social... nao percebo, visto eu ser um rapaz bastante popular na minha terra! eu nao kero a minha ex d volta, nao kero ter este sentimento, apenas kero ser "eu" novamente mas n m lembro s ker como eu "era"... nem sei como explicar mas pronto... preciso urgentemente d uma soluçao! tou cansado de atrasar a minha vida por causa de um sentimento k eu n kero... sei k sinto algo, ou falta de algo mas nao é isso k m preocupa, visto k todos nos procuramentos sempre algo... eu kero é... kerer acordar de manha e saber k sou util, ter força e vontade reais para terminar um curso k ja m custou canto em varios niveis... eu sei k nao ha uma poçao magica, mas d certeza k deve haver soluçoes simples e praticas... se alguem souber... agradecia... tem piada, mais uma vez tou a fazer algo k nc acreditei... primeiro foi o amor, dps nos desabafos e agora blogs... incrivel como as coisas acontecem na vida... bem, peço desculpa pelo incomodo e o simples facto d saber k alguem ira ler isto ja m deixa bem melhor! ;)
Va, portem s bem

E parabens pelo blog Iva

ana disse...

boa noite!! tal como muita gente neste blog tambem eu estou a sofrer por amor! apos quase 4 anos de namoro a nossa relaçao caiu na rotina e eu achei que o meu sentimento por ele ja tinha acabado. que ja nao era amor que sentia por ele. pa nao o estar a enganar decidi acabar em vez de arrastar a situaçao. estive um mes muito bem mas aos poucos fui começando a sentir muito a falta dele. quando achei que nao conseguia controlar mais o que sentia decidi voltar a falar com ele. tinham entao passado 3 meses. mas era tarde de mais!! ele ja tinha outra pessoa e fez questao de me mostrar que esta muito feliz com ela. desde esse dia que nao me consigo perdoar a mim mesma do erro que cometi. gostava que me dessem conselhos pa ultrapasar este mau momento por favor. parabens pelo blog:)

Xana disse...

Descobri hoje este blog e ja andei a passar a mensagem...:)

Ainda bem que estamos "todos unidos" nestas alturas da nossa vida...

Bem a minha historia é basicamente um pouco de tudo que ja esta escrito aqui.

Tenho 19anos, apaixonei-m pelo meu melhor amigo aos 17anos eramos da mesma turma, do mesmo grupo de amigos...
Eu repeti o 12ºano e ele foi para a universidade...foi muito complicado porque tinhamos aquela sensaçao de vazio e que vamos morrer por nao estarmos com aquela pessoa!
Nao é bem assim...Tivemos muito problemas de inseguranças etc mas eu sempre o amei e ele sempre foi a minha prioridade e essa é sem duvida o maior erro de muita gente!
Devemos amar e ser fiel aquela pessoa mas nao podemos "deixar de existir" pela outra pessoa porque assim ela tambem perde o valor que tem por nos!
Eu sempre acreditei que ia ser para sempre! Era um namoro serio, os nossos pais sabiam e iamos a casa um do outro etc ate que ele começou a afastar-se e a dizer que "eu nao servia para ele"! BEM, ainda "ontem" era a mulher da vida dele.
Ja passou um mes e tem sido complicado ultrapassar todas aquelas memorias que nos vem a cabeça, ainda por cima sei que ele gosta de outra rapariga e eles estao juntos...
Penso "como é possivel ele esquecer um relacionamento de 2anos. sera que nao signifiquei nada para ele?!". Nao vale a pena perdermos o nosso tempo a lamentar...temos que seguir em frente e agarramo-nos a tudo que for positivo. Esta experiencia fez-me crescer muito e aprendi muito com ela...
Nao vale a pena sofrer por quem nos faz sofrer...apesar de acharmos que aquela é a pessoa que nos queremos e que nao podemos nem vamos viver sem ela, digo-vos: A VIDA SAO 2DIAS E 1JA PASSOU!
Devemos aproveitar cada segundo e viver a vida como sendo o ultimo dia, dar tudo que ha de bom aos outros e amar ...
Porque a nossa felicidade nao depende de ninguem se nao de nos mesmos!
Meus amigos, espero tervos ajudado com este meu comentario...muita força!

sandrascoelho2009 disse...

Ola!Descobri hoje este blog porque ja não sei o que fazer.Tudo o que li,corresponde ao k estou a sentir neste momento..Sem vontade de viver,sem gosto por nada,sem gosto no trabalho,isolamento,etc....até tentativas de suicidio,já tentei mas sem sucesso..Através de sobredosagem de substancias mas vomitei sempre,nunca surtindo o efeito desejado:que era desaparecer e não sentir mais este buraco que sinto..Sempre j me olho no espelho,ja não me reconheço por ter emagrecido tanto por falta de apetite e por me privar mesmo de comer porque simplesmente,nada me faz sentir bem..Não me fez sentir melhor ao ler tdas estas histórias tristes porque infelizmente,não me fez bem saber que tanta gente sofre assim...A vida compensa uns mas desgraça corpo e alma de alguns.O meu coração e a minha alma ficaram do lado de kem não kis ficar cmg,depois de td o k perdoei,do bébé k perdi faz agr um ano,do que fiz por ele,as suas ultimas palavras foram "Já não te amo,segue a tua vida porque eu vou seguir a minha,somos imcompativeis.." De um momento para o outro,deixa se de amar algm?pois foi o que me aconteceu...E agr,sozinha numa casa pk deixei de viver c os meus pais por causa dele e das constantes discussoes k tinha por me impor perante a minha familia por causa deste namoro,dou cmg a falar sozinha para a unica pessoa k nunca me abandonou:a minha cadela..fiel como nunca vi..sempre k me enfio na banheira num banho de lagrimas,fica com o focinho pousado na beira, a olhar para mim como se kisesse ajudar mas nada pode fazer..só lhe resta lamber me as lagrimas k qd vou para a cama,me escorrem pela cara...preciso de ajuda....

João Carlos disse...

Não sei se deveria estar a escrever aqui, pois sou gay e não sei como serei recebido, mas tenho necessidade de desabafar, tinha uma relação com um rapaz desde o dia 15 de maio, eramos felizes, passeamos, acampamos, divertimo-nos muito sempre fieis um ao outro, mas ultimamente ele não se sentia bem ao pé de mim, eu por senti-lo "sufocado" tambem ja não me sentia bem na casa dele e decidimos cada um seguir a sua vida, ficamos amigos, pois não houve discussões nem brigas nem traições, mas ele esta a encarar tudo melhor que eu, eu sinto-me muito sozinho, tenho saudades dele, mas não lhe ligo para não o pressionar e tou muito triste, por mais que eu desabafe com a familia, minha e dele, por mais que eu chore, tenho uma angustia tao grande dentro do meu coração, que sinto que não conseguirei seguir o caminho sem ele, era nele que eu encontrava o meu porto de abrigo, era nele que eu confiava as minimas coisas, e agora não posso contar com ninguem. Peço-vos desculpa de ter entrado, mas necessito muito de desabafar. muito obrigado e bem-haja.

Jonas disse...

Já passei por isto e estou no mesmo filme outra vez: namorei mas sem estar COMPLETAMENTE apaixonado. Fui conhecendo a pessoa e deixando levar. Até que acabou e sinto um enorme vazio e tristeza. Acomodei-me e agora estou a pagar por isso. Mar de sofrimento!!!Mas vai passar...como passou antes. É uma questão de tempo.

Marco disse...

Meus Amigos, chamo-me marco, e dei comigo a procurar no google, soluções para ultrupassar um desgosto de amor. Pois bem, como voçês, tamem estou a passar por isso. Tive uma relação de 5 anos e meio, com uma pessoa que foi tudo para mim! Um dia acordei, e veio me com a conversa, o costume: "que a relação já não a satisfazia, que queria outras coisas para a vida dela, que já não sentia a minha falta".Como compreendem, ninguém gosta de ouvir isto. Como calculam, fiquei muito em baixo.

Mas pior, é não conseguir responder a esta questão: será que vou encontrar outra pessoa novamente, que me preencha e me faça feliz? Acreditem, nós sofremos porque temos medo de ficarmos sós a vida inteira.

Conclusão: sim, é verdade ainda estou longe de estar a 100% emocionalmente, mas a mudança está e levar-me para outros lugares que nunca pensei descobrir. Estou a encontrar outros interesses, que jamais pensaria gostar. Aqui fica o meu conselho, a todos que estão a sofrer de amor, tal como eu: Desfrutam a mudança!! A mudança também é umca coisa boa! Claro que temos momentos, em que queremos voltar atrás, e buscar a pessoa que nos era querida. Mas ela já não está...paciência. Têm de concordar comigo, que se pensarmos bem o amor é estúpido. Porque razão havemos de pensar que só uma pessoa no mundo nos faz feliz, quando existem 6 mil milhões de pessoas.
Aqui fica o meu desabafo.

Fico á espera de respostas. Aceitem o desafio!

sandrascoelho2009 disse...

Só o tempo cura...mas não nos podemos esquecer de uma pessoa..NÓS MESMOS!!

Sergio Cruz disse...

é mesmo terrivel. sinto tudo o que vocês dizem...
eu também ando constantemente assim de coração partido, triste a apaixonar-me pelas pessoas erradas, sempre magoado e sem vontade para nada, não me apetece fazer nada nem comer nem dizer nada a ninguém ficar apenas enrolado no sofá e chorar até morrer... q merda de vida esta... ;(

Anónimo disse...

Olá a todos. Concordo com o marco que disse que o amor é estupido. Eu tive numa relação quase 5 anos que foi caminhando e ela inclusive esteve muito entusiasmada em casar e falou-me várias vezes de filhos (que eu tambem queria muito apenas esperava o momento certo. Eu acho que se estamos com a pessoa certa, se ambos queremos o mesmo, esperar não custa. Depois tive uns meses desempregado e sem eu perceber porquê ela foi-se afastando. Acabou por se interessar por outra pessoa e por me pedir para sair de casa (casa "dela" onde ambos estávams ha 1 ano a morar juntos e dividir despesas). O amor é de facto estupido. Lembrar-me dos anos que vivemos incluindo os 1ºs meses a morar juntos e dp pensar nos ultimos meses é como ver 2 realidades mt difrentes. Tinha ajudado a rechear 1 parte da casa, ja fazia parte da familia dela k m adorava, tinhams sonhos, ate tinhams 1 gato. Sempre tivems alguns problemas ms nenhuma relação é perfeita, e durante mt tempo ela foi louca por mim. A difrença ek fui gostando cada x + dela até a amar de verdade. E ela a certa altura fartou-se de mim o k m deixou mt inseguro (+ do k ja era). Talvez nunca me tenha amado de verdade. Já não sei nada. Fikei perdido. Hoje que já passou 1 ano, ainda não tenho muita vontade em conhecer pessoas (c esse objectivo) pois deixei de conseguir acreditar como acreditava, eu que era o romantico da relação. É certo que a mudança tb ajudou. Fiz os tais objectivos pessoais e cumpri-os. Comprei 1 carro, tirei 1 curso, reorganizei o quarto para onde voltei em casa ds meus pais, fiz 1 renovação da roupa, ate tou a aprender piano, e acima de tudo agarrei-me ao trabalho e fiz alguns novos amigos e reaproximei-me de outros. Depois de tudo isto, ainda penso nela de x em quando, quase sempre que páro ou quase sempre que fico sozinho. Cheguei a sair 2x com raparigas à partida interessantes mas sem dp ver + do k possivel amizade, pk ela ainda estava em mim e/ou pk n acredito k voltarei a ser feliz como ja fui c ela (embora la no fundo saiba k se voltar a acreditar, que poderá acontecer) e/ou por pensar que dp o amor vai morrer de novo e voltarei a sofrer td outra x. Como disse, estou 1 bocado perdido. Fiz td isto e continuo sem conseguir valorizar como devia a vida que tenho e continuo c sdds da vida k tinha c ela. Estou a pensar agora em fazer voluntariado para acrescentar 1 sentido maior à minha vida. Pk vida de solteiro para mim não me satifaz e o vazio que ela deixou não desaparece. De resto já não sei o que fazer. É como dizem. 1 dia de cada vez. Espero 1 dia poder voltar a acreditar e a ser como era antes dela me partir. + ingenuo mas + apaixonado pela vida. Obrigado

Anónimo disse...

Olá!
Revejo-me em todos vocês, pois também eu estou a viver uma situação muito difícil. Estou com uma pessoa há mais de 20 anos, casamos e tivemos uma filha. Recentemente lembrou-se que não é feliz comigo, que quer gozar a vida e o casamento interfere nisso... e por mais que eu me aproxime, ele afasta-se. Creio que o inevitável será mesmo a separação, pois não suporto estar com alguém que eu amo, mas que sinto que já não me ama. O problema é que não sei como será a minha vida sem ele, pois está há tempo demais comigo, amo-o profundamente e temo pela minha filha que também é louca pelo pai. Estou num sofrimento enorme, pois para mim tudo isto é o princípio do fim e não sei o que fazer. Ele não diz que não me ama, mas também não diz que me ama. Apenas que neste momento o casamento não é uma prioridade na vida dele, embora não tenha tomado a iniciativa de acabar com o casamento. Receio que me esteja a precipitar, pois se por um lado acho que o correto seria não prolongar mais este casamento, por outro lado receio que se trate de uma fase que pode vir a pessar e eu perca o homem da minha vida e impeça a minha filha de crescer junto de ambos os pais, por eu ter perdido a esperança... Obrigada por me terem deixado desabafar. É bom saber que temos com quem partlihar a dor (sobretudo porque não o consigo fazer com pessoas que conheço), mas mais reconfortante é ouvir depoimentos de quem já ultrapassou tal dor, pois isso dá-me esperança de que também eu o venha a conseguir, caso o meu casamento termine mesmo!

Anónimo disse...

ola!
estava a navegar na net sobre desgosto de amor...até porque estou numa situação bem semelhante a tantas outras...mas no meu caso, fui eu que decidi dar um tempo...o meu limite foi mais que atingido, falei, expliquei tudo, o que sentia e disse tudo o que queria e não queria dizer...pedi mudanças e aceitei tambem ideias da outra parte, mas infelizmente não obtive um resultado positivo...entao decidi tomar uma decisão...deixar de responder a sms e a telefonemas, para ver se causava um efeito na outra parte...mas quer eu queira ou não é algo que me custa muita...mas senti que tinha de tomar esta decisão...posso correr o risco de não voltar para mim, mas tenho confiança que volte a ser feliz com as coisas que ambos teremos de limar, para que no futuro seja possivel a concretização de sonhos e planos em comum...

obrigada pelo espaço de desabafo

Anónimo disse...

O meu namorado acabou comigo há 4 meses...Namoramos 7 anos com muitos altos e baixos e quando o começei a pressionar para avançarmos na relação e irmos viver juntos, ele acabou comigo..alegando que já n sentia o mesmo e não me queria magoar...MAs nunca me largou, continua ainda hoje com mensagens...a dar-me esperança...e depois vai e vem, vai e vem e nunca se decide...
Eu também errei nesta relação mas acreditem fui eu quem mais lutou e agora sou eu quem sofro?!(Apesar de ele dizer que tb sofre) Ha uns 2 meses andava bem, pensava até que tinha recuperado....ingénua...mal ele começou a a mandar me sms(ainda por cima sou sócia com ele e mais um casal de uma loja) o meu mundo abalou logo...e num ahora estou bem, noutra estou a chorar...basta ele mandar me msg para mudar o meu humor...Isto n é saudavel...Eu sei...mas eu sou 99% emocional e 1% racional...Quando estou feliz...sou a mulher mais feliz do mundo..quando estou triste, só quero morrer....já faz 4 meses e eu aind atenho esperança...:(
Andreia

Anónimo disse...

Anónimo de 29 de maio
A sua situação é igual à minha. Também eu estou casada`á 24 anos e agora ele diz que precisa de liberdade que não sabe se me ama ou não...o facto é que estou completamente desorientada, choro constantemente e já não sei mais o que fazer

Anónimo disse...

Simplesmente obrigado! Foi bom de ler e ver que a solução ...

José disse...

Olá Iva,

Não sei se manténs este e-mail, mas precisava de desabafar e obter alguns conselhos seus...sim, porque acho que os meus amigos já estão cansados de me ouvir lamentar e eu, aos poucos, até já começo a ter noção que os enervo com este assunto. Sim, o desgosto!

Acontece que eu comecei a namorar com uma rapariga em 2006, tinha eu 19 anos e ela 17. A nossa relação foi sempre recheada de discussões mas muito, muito apaixonada e com grande intensidade carnal. Entre fins e recomeços da mesma, namoramos até ao começo de 2009. Eu terminei com ela em Janeiro desse ano e, arrependido com a decisão, fiz de tudo para voltar para ela desde Março de 2009. Acontece que como eu a tinha magoado mt, ela não quis mais voltar e começou até a andar com outra pessoa. O ano foi passando e ela ia-me sempre dando esperanças, até que ela, morrendo d saudades, voltou para mim em Janeiro de 2010. Ela já não era a mesma pessoa, estava agora mt mais fria e racional, e eu já n era o mesmo ser forte, fruto do q me deitou abaixo em 2009, pois sofri mt por ela n querer voltar. Namoramos até Maio deste ano, 2011, mas ela, antes de terminar agora tudo comigo, vinha-se a afastar de mim. n sabendo o porque fui falar com ela: falou-me em rotina, em haver marcas do passado. pediu-me um tempo. passou um ou dois dias e mandava sms a dizer q n imaginava a vida dela sem mim, q só comigo se identifica, q só cmg se imaginava casada. Eu n acreditei em nada daquilo e so lhe dizia q quem gosta tem vontade d estar com a pessoa, o q n era o caso dela. na quinta-feira dessa semana termina cmg: q somos mt diferentes, q discutimos mt, q temos estilos de vida diferentes e q mereço melhor. e fez tudo por sms! disse ainda a um amigo nosso comum q neste momento precisa deste espaço, longe. eu abri o coraçao e pus d parte o orgulho, mandei sms a dizer tudo o q sentia: respondeu-me q tb gostava mt d mim mas q esperava q eu superasse isto, q era hora de seguir em frente.

como é q num dia me diz aquelas coisas, d q so se imagina casada e cm filhos meus, e 3 dias a seguir já não sou nada????

não sei o q possa ir na cabeça dela...

gostava de uns conselhos seus pq, o pior é que, depois de ler alguns comentários de pessoas no seu blog e vendo alguns casos parecidos com o meu, vi q ha algumas raparigas q acabam o namoro pelos mesmos motivos e, passado uns meses, sentem a falta dos ex...e o pior é q eu me agarro a essa esperança, q ela se arrependa e pense em tudo o q vivemos!

q devo esperar, fazer, Iva???

José

só queria respostas...porque eu não vivo, sobrevivo...

Anónimo disse...

Eu estou a passar pelo mesmo que muitas outras pessoas por aqui. Foram 11 anos de namoro e agora questiono-me també: como é que eu era a mulher da sua vida e que não conseguia viver sem mim e agora isto? Como é possível magoar assim?
Como é possível deixar de amar alguém assim, sem motivo aparente?
Estas questões revoltam-me e dói tanto. Acho que estou a dar em maluca.

Anónimo disse...

Olá!
Estou a passar pelo mesmo que muitos de voces. Namorei durante dois anos. Acabamos ha pouco mais de um mês e há dias disse-me que ia começar a namorar com outra pessoa. Ele que dizia amar-me loucamente e que se algum dia acabassemos nao se ia imaginar com mais ninguém.. Como conseguiu ele esquecer-me em tao pouco tempo? eu dei tudo de mim à relação.. Tem-me feito sofrer tanto.. Por mais que tente encontrar explicação para tudo isto, não consigo!
Como hei-de reagir?

Eu só quero ser feliz!

Soraia disse...

Estou a passar por um desgosto de amor neste momento.
Ele tinha-me proibido de falar com rapazes (incluindo o meu melhor amigo), não me deixava sair .. E como eu o tinha a ele, achava q ñ precisava de mais ninguem.. Eu antes de ter esta relação era muito social.. E agr q acabamos eu simplesmente não quero falar com ninguem, ñ quero sair, tornei-me anti-social. E isto assusta-me um bocadinho porque eu ñ era assim, e ele transformou-me nisto ..
Amei a texto, beijinho. *

Marco disse...

Meus amigos, por amor de deus, esqueçam essas coisas, e avancem com as vossas vidas. Sejam felizes, e encarem a mudança com naturalidade. Há sempre alguém à nossa espera, só têm de ter um pouco de fé! A vida é para ser vivida com sorriso. Esqueçam, e avancem. Força!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
vilma nobre disse...

Ola iva . Adorei o teu blog . Era mesmo disto que estava a precisar . Namorei 4 anos com um rapaz . Sempre andamos juntos . Agora , mudamo-nos para uma escola nova na qual esta' uma rapariga com quem fala ha ja algum tempo . Eles comec,aram a gostar um do outro . Nos acabamos nesta sexta , e eles ja namoram . Foi tudo muito rapido . E quando lhe digo que ele vai sentir a minha falta porque a nossa historia foi muito forte ele diz-me "eu sei disso". Ontem (segunda feira, dia 26 de outubro) , nem consegui ir a' escola . Nao consigo enfrenta-los . Tenho medo da minha propria reaccao ao ve-los juntos . E tenho medo de ele perceber que sente a minha falta e pedir-me para voltar e eu nao conseguir resistir . So de pensar que os tenho de ver amanha , ate me estou a sentir mal . E' horrivel esta sensacao . O que fac,o ?

vilma nobre disse...

Dia 26 de setembro* .

Iva disse...

Vilma, tens de ser forte e, fazer como diz um velho ditado "sorrir na sala, chorar SÓ no quarto".

Não são situações fáceis, mas ele não foi coagido a agir dessa forma. Fê-lo de livre e espontânea vontade, portanto tenta não pensar no assunto e valorizar-te a ti!!!

Tenta ocupar os teus tempos livres e, na escola, tenta a princípio evitar um pouco os locais onde eles estejam. Se os encontrares, olha em frente, age como se nada fosse e continua. Às vezes as pessoas só se apercebem do valor do que tinham quando perdem. Contudo, tens de pensar que, se ele o fez agora, caso voltem, poderá voltar a fazê-lo e não deves deixar que tal aconteça.

MUITA FORÇA E CORAGEM!!! Ocupa os tempos livres e um dia será mais fácil!!!

Bjokas, Iva«««

vilma nobre disse...

Muito obrigada pela tua forc,a . Neste momento estou na sala de aula , sozinha , agarrada ao casaco dele .. Nao os quero ver juntos de maneira nenhuma . A dor e' tao grande que eu nao sei como contorna-la . Ainda tenho esperanc,a que ele venha cair , mas nessa altura eu ja quero estar de pe e fazer ve-lo q e' tarde demais . Tenho muita forc,a de vontade , mas tenho medo de voltar a cair nos brac,os dele . Vou fazer tudo para q ele veja o que perdeu .
Mais uma vez , muito obrigada .
Tens sido uma enorme forc,a para todos nos .
Bjinhos

Iva disse...

Tens de ter mesmo muita força!!! E... LARGA O CASACO DELE!!! Só te faz mal e não te vai ajudar nada. E que tal começares a ler...? Pode ser que ajude. A mim ajudou pessoalmente ler um livro chamado O PASSADO CURA do autor Brian Weiss. Procura-o e verás porque digo que ajudou muito. Às vezes passamos a compreender melhor outras coisas quando certas lições nos chegam.

Eu já sofri imenso por amor, mas nunca desisti e hoje posso dizer que ainda bem que não o fiz. E não caí duas ou três ou quatro vezes. E cada vez não foi nem mais fácil nem mais leve do que a vez anterior... Mas há sempre que ter força para nos levantarmos e seguir em frente, sabendo que o dia de amanhã só poderá ser melhor!!!

FORÇA! TU CONSEGUES!!!

Bjokas,

Iva«««

vilma nobre disse...

Tentei , iva , tentei . Mas nao consegui . Foi mais forte do que eu e tive q mostrar q estava mal . E' horrivel . Vi-os a beijarem-se . A dor e' tao forte , a angustia e' tanta .
Sera' q nao ha nda q cure isto ?
Ele veio ao pe de mim , agarrou-me e eu so sentia nojo . Nc tnha sentido isto por ele .

Anónimo disse...

Vilma,chora,berra...as lagrimas lavam a alma...Não vai passar hj nem amanha e vai demorar,começa a ter consciencia disso mas acredita k qd dizemos o tempo cura td,é msm verdade...Sem dares conta,vais ver k choras menos,pensas menos nele,lembras te dos momentos com ele mas c ternura e aí vais entender que já passaste o pior.Eu sei o k é,entendo te e vai ser dificil mas td se resolve..Neste momento tens k colocar na tua cabeça,3 prioridades: Tu,a seguir TU e depois Tu....FORÇA

vilma nobre disse...

Ola . Obrigado/a pelo teu apoio . E' bom saber que ha pessoas que se preocupam connosco . Ja estou conformada com a situac,ao , embora a dor ainda permanec,a . Estou a aprender a preocupar-me so comigo , mas e' tao dificil q as vezes ainda lhe mando msgs para sber se esta tdu bem . Tento sempre pensar q o dia de amanha ira ser melhor q o dia de hj .
Nao sei quem es , mas mais uma vez , muito obrigado/a :)

Anónimo disse...

Primeiro,apaga o raio do numero dele...Se o decoraste,faz por não mandar nada...Tu tas a mandar a msg e ele lê a e apaga no momento a seguir por isso,TU EM PRIMEIRO!!!!!!!!PERCEBESTE???TU TU E TU!!!!!Vai ser dificil mas acredita estamos tds ctg!!!

Luís disse...

Todos nós, mais tarde ou mais cedo, passamos por situações destas, e na grande maioria dos casos pode mesmo levar a depressões. Nesse ponto as coisas tornam-se complicadas, e muitas vezes irreversíveis. Há pouco mais de 2 meses saí de um relacionamento de 6 anos, 1 dos quais a morar junto. Passei por momentos bastante complicados e só queria dormir e nunca mais acordar. Não havia vontade para fazer rigorosamente nada. Como superar esta situação? A primeira coisa que que temos que ter noção é se realmente a relação pela qual passamos seria mesmo uma relação de amor, ou de dependência. Posso-vos garantir que a grande maioria de vocês se enquadra neste ultimo cenário apesar de não o quererem admitir inicialmente. Estamos tão dependentes daquela pessoa, que queremos te-la de volta independentemente das consequências futuras que poderão advir daí. Quando a minha namorada me deixou, o meu primeiro pensamento foi "Onde é que eu falhei?". O meu subconsciente começou a trabalhar e de repente comecei a ver defeitos em mim, o que que me levou a pensar que mais ninguém me ia querer. O medo de ficar sozinho tomou conta de mim, e a minha auto-estima bateu no fundo do poço. Esses pensamentos negativos não nos levam a lado nenhum, antes pelo contrário. O meu conselho, façam algo de diferente do que estão habituados. Façam voluntariado em qualquer lado. Eu fiz numa escola de crianças com deficiências profundas e foi fantástico. Se pensam que estes nossos problemas amorosos são maus, tentem pensar naquelas crianças que não vão sentir metade do que nós sentimos, nem tão pouco vão viver as coisas boas que a vida tem para oferecer. Mudem de ares, têm amigos noutra cidade? Noutro país? Força nisso. Metem-se num ginásio, vão correr para a praia, se forem homens aprendam a cozinhar :D façam algo fora da vossa rotina. Quando menos esperarem, vão chegar à conclusão que afinal não precisam da outra pessoa para se sentirem completos e vivos. O ser humano tem capacidade para superar tudo, apenas depende de nós e da forma como encaramos o problema. Eu assumi como uma lição de vida. Sei que numa próxima relação irei sempre fazer mais e melhor e tentar não cometer os mesmos erros.

Anónimo disse...

Luis,mto bem dito..Tb fiz voluntariado numa associação de ajuda aos animais abandonados e ajudou me bastante..E realmente,existem tantos problemas bem piores do k um desgosto de amor á nossa volta k devemos reflectir sob a nossa posição no Mundo e encarar td como lições de vida...Nada acontece por acaso...é a vida...Temos de SER e não apenas existir!!!!

Luís disse...

Obrigado Sr/a. Anónimo =) Eu não o teria dito melhor, nada acontece por acaso... Temos de SER e não apenas existir!!!! Acredito mesmo que a melhor ajuda que podemos dar a nós próprios é mesmo ajudar os outros. É uma sensação óptima fazer parte de algo produtivo e que vale realmente a pena. Sentimo-nos úteis. Óbvio que não é uma solução imediata, mas a longo prazo dará os seus frutos e a dor vai amenizando. As recaídas vão existir sempre, mas a forma como vamos lidando com elas vai sendo diferente e quem sabe até se tornarão em recordações agradáveis.

Anónimo disse...

As recaídas irão existir sempre,temos é que nos mentalizar disso para estarmos preparados para quando isso acontecer.Fez me mto bem fazer voluntariado,escrever,desenhar,ouvir música,dançar e pular...Até que finalmente chega o dia em que estamos a viver outra vez...A máquina pode ter parado mas se acreditarmos,ela volta a funcionar de novo...

Anónimo disse...

Ola! Passo actualmnt por um desgosto amoroso.. nos ultimos dias foi mais facil, mas hj, n sei pke esta a ser particularmnt dificil... sinto um aperto no peito e uma tristeza que n sei explicar d onde vem... hoje esta a ser pior e n sei pkr.. ja ontem foi dificil e pensei, "amanha sera outro dia, e sera melhor.." mas n.. hj esta a ser igualment dificil...a pexoa n m sai do pensamento e a td a hora as recordaçoes do passado invadem.me, n m deixando perceber cm fui trocada, cm fui deixada p tras, cm fui deitada ao lixo...

Anónimo disse...

(Rapariga, 27 anos)

Olá.

Ao ler os posts tenho o sentimento de ser mais uma! O que é óptimo. pois quando nos puxam o tapete debaixo dos pés pensamos sempre que somos os únicos do planeta a quem acontece tamanha tragédia. No meu caso, em que tive que deixar o meu namorado porque lhe descobri uma sórdida traição, tive que ser bastante forte e focar-me nos meus princípios para o deixar. É difícil deixar alguém de quem se gosta muito, é difícil deixar aquilo que dava um propósito à minha vida e assumir a minha vida sem propósito algum, mas sempre senti que se não fosse fiel ao que acredito e aos meus princípios não seria fiel a mim própria, me abandonaria a mim e àquilo que sou, despersonalizava-me por causa de outra pessoa.

Fernando Pessoa diz que amar é uma traição a nós próprios. E é, sem dúvida, quando amar nos custa perder a nossa essência e a nossa vida interior.

Há sempre um dia em que é hora de deixarmos de amar o outro, para nos amarmos a nós próprios e à vida. E quando este dia chega, ou melhor, quando vai dando sinais aos poucos, é maravilhoso.

E o maior respeito que podemos ter por nós próprios é não nos condenarmos á infelicidade.

Anónimo disse...

Olá.
Sou mais uma a sofrer... Não sei que fazer, como viver.
A vida perdeu sentido. Nunca pensei vir a sentir e a dizer o que esta dor me causa.
GM

Renato disse...

Boa noite,

Tou a passar por um desgosto amoroso enorme, numa daquelas situações que pensamos só acontecer aos outros.

Namorávamos há 10 anos (desde muito novos) e em maio deste ano marcamos o casamento. Acontece que em julho ela trocou de emprego e passado uns tempos começou a ficar distante de mim, dos preparativos da festa, andava sempre chateada comigo.

Em Setembro disse-me que se calhar era melhor adiar o casamento porque estava há pouco tempo no emprego e tinha medo que nao lhe renovassem o contrato. Eu achei estranho, mas disse que se tivesse de ser, entao seria.

Mas a distancia dela continuou, até que eu a confrotei com o que se passava e ela disse-me que precisava de espaço. Eu dei-lhe o espaço, mas passado algum tempo terminou tudo e disse que nao sentia o mesmo por mim.

Eu feito otário continuei atrás dela e a tentar perceber as razoes dela. Depois de eu insistir com ela, lá admitiu que havia uma pessoa do trabalho dela que estava interessada nela, mas que ela nao sabia se gsotava dela. Eu passei-me e disse-lhe que ela andava a enrolar-me e a nao dizer as verdadeiras razões, que penso serem demasiado obvias. Ela diz que nao terminou por causa dessa pessoa, mas porque ja nao gostava de mim.

Enfim, depois de tudo, não teve a honradez de dizer que tinha terminado por causa de outra pessoa, e ainda hoje diz o mesmo.

Conclusao, sinto-me despedaçado, sozinho, sem objectivos na vida e sobretudo com saudades dela. Mas pesno que conseguirei recuperar, só k levará o seu tempo.

Marco Madeira disse...

Rapaziada. A primeira vez escrevi para este blog foi em março de 2011Em janeiro do mesmo ano, perdi a pessoa que pensava ser o amor da minha vida.
Sim, meus amigos, "pensava". Na verdade, acreditem, o amor das vossas vidas são voçês mesmos. Aproveitem a ruptura para crescerem, tracem objectivos, procurem desafios, andem para a frente com as vossas vidas.
E acreditem, se essas pessoas não vos querem, então é porque não merecem estar nas vossas vidas. Não percam o vosso tempo a chorar, e a lamentar a perda. Não sejam egoistas! Olhem à vossa volta, o mundo está cheio de problemas e injustiças. Não pensem que tudo gira à vossa volta. Porque não gira...
Por fim, nunca! mas nunca se deixem ficar dependentes de outras pessoas. Partilhar a vida é um previlégio. Depender da vida de outro, é doença e infelicidade.

Deixo aqui neste espaço o meu mail.
Se alguém precisar de ajuda, estou disponível para ajudar.

Marco
marcoantmadeira@sapo.pt

Anónimo disse...

Chamo-me Alexandre.. estou aqui para fazer amigos.

alexandre.pereira84@hotmail.com

mandem-me email prometo responder

nao custa nada tentar.. :)

Anónimo disse...

Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)? Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes). Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre …. de onde estiver ou com quem estiver e faça ela ME telefonar ainda hoje, Apaixonada e Arrependida, desenterre tudo que esta impedindo que …. venha para MIM ), afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ela S.O.F não pense mais nos outros? mas somente em MIM. Que ele me telefone e me AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém?).

Anónimo disse...

Bem, acho que neste momento estou a passar a pior fase da minha vida. Já passei por muito na vida mas, nada como isto. Namorei com um rapaz 2 anos e meio e terminamos a dois dias, a nossa relação ja era de rotina, ja estava muito habituada a ele, a maneira de ele ser, dele estar, a tudo. Até que tinhamos algumas discussoes porque eu fazia tudo por ele e para estar com ele e ele nao dava valor, so queria estar com os amigos e parecia que os amigos eram sempre mais importantes que eu. Estive um mes fora e, agora quando voltei percebi que as coisas ja nao eram as mesmas, tanto eu como ele nos tinhamos afastado e tanto eu como ele nao sentiamos o mesmo. Decidimos assim, terminar. Mas, custa-me tanto, sei que nao sentia o mesmo por ele mas custa nao receber mensagens dele todos os dias, nao o ver, nao saber o que ele anda a fazer. So consigo chorar porque sinto a falta dele, falta do habito que tinha dele, agora tudo me faz lembrar dele. ate me sinto mal no meu proprio quarto porque me faz lembrar o que nos passamos. está a ser mais dificil do que eu pensava e sinceramente nem sei o que fazer, tenho plena noçao que ele nunca mereceu metade do que fiz por ele e que foi o melhor para os dois mas e agora? sempre falamos todos os dias e quase a toda a hora, neste momento, nem um msg trocamos, sei que nunca mais o vou ver e sinto-me mal, sinto um enorme vazia em mim. é tao confuso porque sei que foi melhor assim e que ja nao dava mais mas tinhamos planos para a vida que magoam so de pensar, so consigo pensar que ele estava comigo em todo o lado e agora nao esta em nada, desapareceu :( fiquei tao habituada que agora nao consigo estar sem ele mas nem com ele ao mesmo tempo, é tao estupido mas eu ja nao sei mais o que fazer, estou a perder as forças, so me apetece estar sozinha a chorar e a recordar tudo o que passamos juntos e isso so mefaz mal, mas nao estou a conseguir ultrapassar a ausência dele :'(

Anónimo disse...

Ola para ti :) ( anónimo - 1 de agosto- ultimo coment)
Relativamente ao teu comentario tenho algo a dizer...
Se realmente vocês reparam que ja nao sentem o msm, que ja nao existe aquele amor e paixao que vos unia essa foi a melhor e mais sensata decisão a tomar.
Quanto ao que sentes.. E natural que depois de algum tempo tenhas criado um grande habito a ele e a tudo o que vos envolvia.. Afinal de contas somos seres humanos de habitos, temos realmente uma grande susceptibilidade a nos habituarmos a emoçoes positivas. Já nem sequer é racional, é quimico. E assim que o nosso cerebro funciona.
No entanto, como nos habituamos a alguem ou a algo desabituamo-nos tambem. Custa, demora o seu tempo... Mas desabituamo-nos. A mim parece-me que o teu problema neste momento é desabituares-te e a sensaçao de ja nao " teres algo que supostamente consideravas teu". E plenamente normal.
Agora deixo também aqui um comentario.. Aposto que estas pessoas todas acima que comentam o seu desgosto amoroso em 2008 e até 2011, ja ultrapassaram o seu desgosto. A experiencia e as vivencias ficam sempre. Mas o tempo cura tudo..
Tu e ele e que tem de analisar com o tempo se realmente se saturaram de vez ou deixaram a relaçao esfriar mas ainda existe amor. O tempo vai-te ajudar. Se realmente entenderem que existe amor e que vale a pena lutar lutem. Uma coisa e certa, tudo o que tiver de acontecer acontece. Nao fiques presa a esse pensamento o tempo inteiro. Pensa agora em ti, no que sentes e adiciona emoçoes positivas a tua vida. Tudo o que antes de viveres com ele na tua vida fazias, volta a faze-lo.
Espero ajudar.

Beijo

Consultório da Fi. disse...

...

Em Janeiro de 2011 o meu ex namorado decidiu terminar uma relação de 7 anos...
Na altura disse me que já não sentia o mesmo mas que só o tempo diria o resto...
Ainda hoje ele me diz que me ama, mas tem dúvidas, que eu sou a mulher da vida dele, mas tem dúvidas...
Confrontei o várias vezes e disse-lhe que quando se ama não há duvidas ao que ele me respondeu "A questão não é o amor, amor há, a questão é a quantidade" obviamente fiquei mal e revoltada com a resposta...deixei de lhe falar e ele não desistiu, os amigos dele dizem que é de mim que ele gosta.
Mas a verdade é que ele não está comigo!Quem quer está, quem não quer arranja desculpas certo?!
E diz que não me consegue deixar, que sabe que eu sou a mulher da vida dele, a alguns diz lhes que se vai casar comigo em 2014...
Mas entretanto eu também conheci outras pessoas, uma delas na mesma situação que eu, encontramo nos e davamo nos bem...mas não conseguimos dar o passo em frente pois a ex dele e o meu ex estavam muito presentes...
Ha um mes o meu melhor amigo passou a algo mais...
Rimo-nos cada segundo juntos, somos sinceros um com o outro, sabemos as historias um do outro, eu já chorei nos braços dele e ele nos meus...Mas, e como nas minhas histórias há sempre mas...ele ainda gosta de uma rapariguinha que nunca o tratou muito bem...e embora me diga que é comigo que quer estar, também me confessa que volta e meia pensa nela, porque a rapariga não desiste, não o larga...
Então ontem decidi dar lhe o tempo que ele precisa...e eu sei que vou ser eu a sofrer outra vez..aliás, já estou...
Sou daquele tipo de raparigas que nenhum homem quer perder mas nenhum luta para ficar comigo.
Estou cansada, estou triste, não sei o que fazer, não se como lutar por este meu melhor amigo que faz os meus dias tão felizes e o meu mundo mais bonito...
Pra piorar tb estou no fundo de desemprego, o meu curso como tantos outros não serviu para garantir emprego, abri um negócio com o meu ex que faliu...Tive uma lesão em Março que me impediu de continuar a jogar andebol até há bem pouco tempo...que faço eu...perdi a fé.

Anónimo disse...

tipo eu tenho uma amiga que ainda nao esqueceu um rapaz , mas a gente envolveusse eu amo-a mais que tudo , ela gosta de mim , mas nao o sufeciente por uma relaçao porcausa de ainda nao ter esquecido outro ela quer que eu a esqueca mas eu acho que nao vale a pena pois ela esquece o outro passado um tempo estou completamente arrazado pois enrolamo nos duas ou tres vezes e nao consigo a esquecer , nao e por isto , e mesmo e pelo sentimento forte que tenho pr ela que fasso ?

Anónimo disse...

Boas como vi tantas declarações tb decidi fazer a minha... Andei quase 3 anos com a minha ex,no verão a minha ex namorada traiu-me e basicamente passei de namorado a amante acabei por deixar de falar com ela... E foi muito doloroso na fase inicial meti-me em tabaco,alcool, comprimidos e cheguei a pensar em drogas a pensar em suicidio isto ha 2 meses e tal.Hj em dia já só fumo e os meus amigos chamam-me burro e com razão mas se me acontecer algo de grave não vou lutar pela vida vou mesmo deixar-me levar...Em contrapartida nesta altura tenho objectivos definidos e ainda continuo a treinar bastante chegam mesmo a dizer que estou melhor agora(solteiro) que antes(comprometido) mas as noites com vontade de chorar ainda permanecem ainda sinto a dor e mágoa e o que irrita é que ela dizia que eu era perfeito e que merecia melhor que o outro não tinha nada a mais do que eu mas ela quer usar a outra pessoa para subir na vida e tem perfeita consciencia de que está a agir mal...No entanto a nossa relação era perfeita feito estupido ainda pensei que fosse culpa minha mas eu fiz tudo o que estava ao meu alcance para a fazer feliz até nos chamavam o casal maravilha pelos vistos a perfeição não foi o suficiente...
Já lá vão quase 3 meses e continuo a ver se isto melhora...
Cumprimentos

Anónimo disse...

Boas como vi tantas declarações tb decidi fazer a minha... Andei quase 3 anos com a minha ex,no verão a minha ex namorada traiu-me e basicamente passei de namorado a amante acabei por deixar de falar com ela... E foi muito doloroso na fase inicial meti-me em tabaco,alcool, comprimidos e cheguei a pensar em drogas a pensar em suicidio isto ha 2 meses e tal.Hj em dia já só fumo e os meus amigos chamam-me burro e com razão mas se me acontecer algo de grave não vou lutar pela vida vou mesmo deixar-me levar...Em contrapartida nesta altura tenho objectivos definidos e ainda continuo a treinar bastante chegam mesmo a dizer que estou melhor agora(solteiro) que antes(comprometido) mas as noites com vontade de chorar ainda permanecem ainda sinto a dor e mágoa e o que irrita é que ela dizia que eu era perfeito e que merecia melhor que o outro não tinha nada a mais do que eu mas ela quer usar a outra pessoa para subir na vida e tem perfeita consciencia de que está a agir mal...No entanto a nossa relação era perfeita feito estupido ainda pensei que fosse culpa minha mas eu fiz tudo o que estava ao meu alcance para a fazer feliz até nos chamavam o casal maravilha pelos vistos a perfeição não foi o suficiente...
Cumprimentos

Anónimo disse...

Boas como vi tantas declarações tb decidi fazer a minha... Andei quase 3 anos com a minha ex,no verão a minha ex namorada traiu-me e basicamente passei de namorado a amante acabei por deixar de falar com ela... E foi muito doloroso na fase inicial meti-me em tabaco,alcool, comprimidos e cheguei a pensar em drogas a pensar em suicidio isto ha 2 meses e tal.Hj em dia já só fumo e os meus amigos chamam-me burro e com razão mas se me acontecer algo de grave não vou lutar pela vida vou mesmo deixar-me levar...Em contrapartida nesta altura tenho objectivos definidos e ainda continuo a treinar bastante chegam mesmo a dizer que estou melhor agora(solteiro) que antes(comprometido) mas as noites com vontade de chorar ainda permanecem ainda sinto a dor e mágoa e o que irrita é que ela dizia que eu era perfeito e que merecia melhor que o outro não tinha nada a mais do que eu mas ela quer usar a outra pessoa para subir na vida e tem perfeita consciencia de que está a agir mal...No entanto a nossa relação era perfeita feito estupido ainda pensei que fosse culpa minha mas eu fiz tudo o que estava ao meu alcance para a fazer feliz até nos chamavam o casal maravilha pelos vistos a perfeição não foi o suficiente...
Cumprimentos

M.António disse...

Meus anigos, mais uma vez escrevo aqui neste espaço. Mais uma relação, mais uma perda.

Os dias e as noite parecem eternas. A dor parece ser sempre cada vez maior. A dor da perda de alguém que tanto adoramos não têm cura.

Sim, choro, rezo para que Deus me ajude a ultrupassar esta solidão, este medo de morrer sozinho, esta perda de alguém que tanto adorava.

Desejo a todas a maior força. Isto não é fácil, e só quem adora verdadeiramente sabe o quanto isto doí.

Obrigado, M Madeira

P.S-Quero agradecer às duas pessoas que me enviaram mail pelas palavras de apoio que aqui escrevi em Fevereiro de 2012.

M.António disse...

Olá meu amor,

Hoje é dia 7 de Julho de 2013, e estou perdido sem ti. Sei que existes e sei que estás por aí. Sei que vives, sei que és linda, e sei que no dia que te conhecer e olhar-te nos olhos ficarei preso ao teu coração para toda a eternidade.

São 7:38h, hoje é domingo, não tenho sono, não tenho força, não tenho vontade de viver. Estou sozinho, perdido neste mundo. Não tenho o “bom dia, meu amor”; não tenho os beijos, os abraços, o toque. Não sinto o pulsar da paixão, do amor ardente, daquela força que nos faz viver, que nos faz ser feliz.

Sei que és linda. Tenho a certeza que és a mulher mais bonita do mundo. Sei que és elegante e sensual. Sei que és vibrante. O quanto gostava de saber a cor dos teus olhos, o tom da tua voz, o toque e cheiro da tua pele. O quanto adorava saber como é o teu sorriso, o teu cabelo, os teus beijos, os teus abraços…

Sei que existes, mas não sei como és nem quando te vou poder ver. Se soubesses como me sinto, tenho a certeza que vinhas a correr. Tenho a certeza que me davas o carinho que tanto anseio, os beijos e abraços que tanto desejo. Tenho a certeza que se pudesses tiravas-me esta dor, esta tristeza imensa que sinto no meu coração. Mas meu amor, para minha infelicidade, tu não podes…

Meu amor, até que o destino nos junte eu vou esperar. Por ti, tu que és a mulher da minha vida, eu esperarei o tempo que for preciso. Esperarei porque sei que só tu tens o código do meu coração. Só tu me podes fazer feliz. Só tu podes ser minha esposa. Só tu podes ser a mãe dos meus filhos. O meu coração só tem espaço para ti. Não serei de mais ninguém a não ser de ti, tu que és a mulher da minha vida. Ainda não te conheço, mas sei que estás aí, algures neste mundo…

A esta hora que te escrevo, desconfio que deves estar a dormir e a descansar de mais um dia cansativo. Espero que estejas a sonhar comigo, espero que me estejas a ouvir, espero que me estejas a ver…

Se me estás a ver e a ouvir, vêm meu amor, corre para mim, deixa-me abraçar-te, beija-me, adora-me da mesma forma que te adoro. Meu amor, quero viver a teu lado eternamente. Eu pertenço te e o meu lugar é junto a ti.

Esperarei por ti, mas por favor meu amor, vêm depressa. Eu não aguento mais este sofrimento…